A Samsung anunciou há um ano o Series 9, um laptop tão fino quanto caro. Quase um ano depois, a empresa traz ao Brasil o novo Series 9: ele ficou ainda mais leve, mais fino – e mais barato. Eles também anunciaram para o país o ultrafino Series 5 Ultra – ele é afiado.

Assim como o Series 9 do ano passado, o modelo atual tem teclado chiclet com retroiluminação e touchpad clicável, e ambos parecem ter melhorado: a rolagem e o zoom com dois dedos estão mais fluidos, e a base preta brilhante (e de mau gosto) do teclado antigo foi embora – agora ela é fosca. As teclas têm bom espaçamento mas são rasas, então o feedback tátil ao digitar é menor, mas não foi um problema no meu teste rápido. As bordas levemente afiadas do modelo anterior também se foram: as laterais do novo Series 9 são lisas. E a tela continua com acabamento antirreflexo e tecnologia SuperBright, com brilho de até 400nit.

O novo Series 9 está disponível em dois modelos. O modelo de 13″ tem 12,9mm de espessura e 1,16kg, sem no entanto usar a magia do duralumínio: a Samsung agora usa apenas alumínio. Talvez por isso eu não achei o novo Series 9 absurdamente leve: a versão anterior impressiona, você pensa COMO É LEVE ao levantá-lo, o que não acontece tanto com a atual – mesmo ela tendo peso 140g menor. O modelo de 15″ usa a tecnologia MaxScreen para caber no espaço de uma tela de 14″, e tem apenas 14,9mm de espessura e 1,59kg. A Samsung diz que este é o ultraportátil de 15″ mais leve do mundo. Ambos têm tela antirreflexo com resolução 1600 x 900, processador Intel Core i5 Sandy Bridge, 4-8GB de RAM e SSD de 128GB. Os dois modelos são finos, mas cheios de portas: três USB (duas delas USB 3.0), uma micro-HDMI, leitor de cartão e entrada para dongle de VGA e Ethernet.

O Series 5 Ultra, por sua vez, é afiado. Ele não vai cortar ninguém, mas segurá-lo pelas laterais incomoda um pouco: as bordas laterais têm áreas muito finas no modelo de 13″. O modelo de 14″ é mais “gordinho” e não tem esse problema. O touchpad no Series 5 Ultra não é clicável mas é grande, e o teclado chiclet sem retroiluminação foi confortável de se digitar.

Ele está disponível em dois modelos – 13″ e 14″ – um pouco diferentes entre si. Ambos têm Core i5 e 4GB de RAM, mas o modelo de 14″ tem placa de vídeo AMD Radeon HD7550M de 1GB e até 1TB de HDD – mais 16GB de SSD, para armazenar o Windows 7. Ele também tem drive de DVD. Com quase 2,1cm de espessura, ele não é exatamente ultrafino – mas a Samsung o chama de ultrabook mesmo assim. O modelo de 13″, por sua vez, tem opção de SSD (128/256GB) ou HDD (500GB+16GB SSD) e 14,9mm de espessura mínima.

O Series 5 chega ao Brasil entre abril e maio, e deve custar a partir de R$2.399. O Series 9 começa no final de junho a partir de R$2.999 – bem menos que os cinco mil cobrados ano passado. Apesar de não haver qualquer etiqueta dizendo isto, os dois modelos são Ultrabooks, e segundo a Samsung estes são os primeiros ultrabooks a serem fabricados no Brasil.

O Gizmodo Brasil está no Samsung Fórum 2012 em Lima, Peru, a convite da Samsung.