Este cara tinha uma segunda unha crescendo no topo do seu dedo médio. E ela se parecia muito com um dedinho.

Um homem de 28 anos do Paquistão foi ao médico com uma unha anormal crescendo em seu dedo médio. A anormalidade doía e o paciente a achava feia.

O que acontece quando você engole seu telefone celular? Algo nada bom
Este sensor na unha te avisa quando está na hora de sair da praia porque você pegou muito Sol

Os médicos executaram exames de raio-x e não encontraram nada fora do normal, além do óbvio, é claro. O pedaço extra era feito de queratina, o mesmo material que forma as unhas humanas. De novo: era uma pequenina unha crescendo ao topo do dedo médio deste cara.

Os doutores a observaram, reconheceram que era algo estranho e escreveram uma análise para a International Journal of Surgery Open. Eles a removeram depois de anestesiar o dedo do rapaz.

Abaixo uma imagem da unha extra ao lado de uma seringa:

Já existiram muitos casos de unhas auxiliares, especialmente no caos de unhas dos dedos do pé. É algo genético, mas normalmente as pessoas não se incomodam por isso, escrevem os autores. Um recente estudo, inclusive, apontou que uma segunda unha no dedo mínimo é comum em todo o mundo.

No entanto, os autores do novo estudo escrevem que a unha que eles removeram, a que estava no todo de uma outra unha de um dedo médio, é rara.

O rapaz já a removeu e não sente mais dores ou se incomoda com a aparência da unha em dobro, mas por ela se parecer tanto com um dedinho sobre o seu dedo médio, seria como ter doidos dedos do meio em um – ei, dois xingamentos de uma única vez!

[International Journal of Surgery Open]

Imagens: Randhawa et al (IJSO 2018)