Mas por que quatro núcleos, se já temos dois? Ora, para jogos cada vez mais potentes em dispositivos móveis. O Kal-El, novo processador da Nvidia e sucessor do Tegra 2, permite criar iluminação dinâmica, renderizada em tempo real, além de movimentos de objetos que tornam os jogos móveis cada vez mais realistas. O vídeo de demonstração da Nvidia vai te surpreender.

A demonstração foi feita em um tablet com Honeycomb na resolução 1280 x 800. E para demonstrar que precisamos de quatro núcleos, a Nvidia desligou dois deles, como se rodássemos o jogo em um dual-core. O que acontece: a taxa de quadros (frame rate) despenca para menos de 10fps. Quer dizer que uma demonstração assim precisa de quatro núcleos da CPU, além dos 12 núcleos que o chip gráfico do Kal-El tem.

E este novo chip pode estar disponível muito em breve: eles devem chegar em dispositivos para o consumidor final no segundo semestre, já em agosto. E se você achou isto rápido, a Nvidia promete ainda mais velocidade: os chips para consumidor serão até 30% mais rápidos que o utilizado nesta demonstração. Só preciso de um bom software – apps otimizados para processadores de vários núcleos – para aproveitar esta belezinha. [Nvidia via Engadget]