Quando você escuta o termo “papel digital”, talvez imagine um dispositivo flexível que pode ser enrolado ou até dobrado. Mas não foi isso que Sony e E-Ink prepararam: temos aqui uma tela com tamanho de papel A4, que permite fazer anotações escritas à mão – e custa US$ 1.100.

O dispositivo Sony Digital Paper DPT-S1 possui tela de 13,3 polegadas e 1.200 x 1.600 pixels. Sua tela e-ink usa a tecnologia Mobius feita de plástico, e reproduz 16 tons de cinza. Além disso, trata-se de uma touchscreen dupla: você pode usá-la com seus dedos, ou com a caneta que acompanha o aparelho.

sony digital paper 2

Você pode enviar arquivos via Wi-Fi, para armazená-los nos 4 GB de espaço interno ou no cartão SD. A bateria pode ser carregada via USB ou tomada, e promete até três semanas de autonomia. O dispositivo pesa só 358 gramas e tem 6,8 mm de espessura.

Mas o software é terrivelmente limitado: o DPT-S1 lê e edita apenas arquivos PDF. Não é possível instalar apps, nem acrescentar funcionalidades – há apenas um navegador web, e um app para anotações. Custando US$ 1.100, o Digital Paper é voltado para ambientes jurídicos, educacionais e de negócios.

O Digital Paper foi anunciado pela primeira vez há quase um ano, mas permaneceu em fase de protótipo desde então. Segue abaixo a demonstração feita pelo DigInfo no ano passado:

Na verdade, o DPT-S1 já foi lançado no Japão (por US$ 1.000), mas ninguém achava que ele chegaria a outros países. Esta semana, no entanto, a empresa Worldox anunciou que o levará para os EUA – ele chegará em maio.

Sim, o preço é altíssimo, mas você não encontrará outras telas e-ink que fazem o mesmo, enquanto canetas para tablet podem ser frustrantemente imprecisas. Resta torcer que a tecnologia fique mais barata no futuro: afinal, você conhece algum tablet enorme, fino e com bateria que dura semanas de uso, a ponto de substituir papel? Pois é. [The Digital Reader via TechCrunch]