Vários cinemas dos EUA estão anunciando que a Sony Pictures autorizou a exibição do filme A Entrevista hoje. Também foi anunciado que a empresa fará um vídeo de lançamento. Então, no final das contas, eles decidiram lançar o filme.

>>> Coreia do Norte quer ajudar a investigar a invasão da Sony Pictures

A Tim League of The Alamo Drafthouse Cinema, uma cadeia de cinemas de Texas, que apoiou uma petição para que a Sony Pictures autorizasse cinemas independentes a exibir o filme. A Drafthouse Cinema de Dallas será um dos cinemas selecionados e os ingressos já estão à venda. Esse tuíte foi feito pelo Plaza Atlanta, um dos mais antigos cinemas da Georgia, onde o filme também será exibido:

Minutos depois desses tuítes, apareceram várias notícias anunciando que a Sony Pictures estava planejando anunciar o lançamento. As páginas promocionais e a conta de Twitter do filme também voltaram a ser atualizadas.

Ainda não se sabe exatamente quantos cinemas exibirão o filme. Uma fonte anônima disse ao New York Times que “parece que as grandes cadeias de cinema não estarão envolvidas, mas a Sony aparentemente estava distribuindo o filme para algo entre 200 e 300 pequenos cinemas”. Bom, melhor do que nada.

A Entrevista é uma comédia de Seth Rogen sobre o assassinato de King Jong-Un e aparentemente o filme foi o motivo do ciberataque à Sony Pictures, pelo qual a Coreia do Norte vem levando a culpa. Menos de uma semana atrás, as cinco maiores cadeias de cinema dos EUA decidiram cancelar o lançamento, depois de receberem ameaças de hackers que diziam que a exibição do filme resultaria em ataques da escala do 11 de setembro. A Sony Pictures disse mais tarde que havia desistido do lançamento do filme que causou tantos problemas.

Aí o próprio Obama se envolveu no caso e, na última sexta-feira, ele disse que a Sony Pictures “havia cometido um erro” quando decidiu desistir de lançar o filme. O presidente dos EUA reiterou a importância da liberdade de expressão e disse que desejava que a Sony Pictures o houvesse consultado antes de tomar uma decisão. Bom, parece que o conselho foi levado a sério.

Ontem, o CEO da Sony Pictures, Michael Lynton, emitiu a seguinte declaração sobre o lançamento limitado:

Nós nunca desistimos de lançar A Entrevista e estamos empolgados com o fato de que nosso filme estará em alguns cinemas no Natal. Ao mesmo tempo, continuamos nossos esforços para garantir mais plataformas e mais cinemas, de modo que esse filme possa alcanças a maior audiência possível.

Vale a pena lembrar que Lynton também disse que a Sony Pictures não havia desistido do filme na sexta-feira passada, depois que a empresa foi repreendida por Obama. Ele acrescentou que:

Eu gostaria de agradecer a todos os envolvidos com A Entrevista e aos nossos funcionários, que trabalharam incansavelmente durante os muitos desafios que enfrentamos no último mês. Esperamos que essa seja apenas a primeira fase do lançamento do filme e estamos orgulhosos de ele estar disponível para o público e de termos nos levantado contra aqueles que tentaram suprimir a liberdade de expressão.

Não fica claro de Lynton está falando sobre os hackers que tentaram impedir a liberdade de expressão ou à sua própria empresa que pensou em desistir de levar A Entrevista aos cinemas. Joe Bel Bruno, do Los Angeles Times, noticiou que dez cinemas em Los Angeles exibirão o filme, após um acordo com a Sony:

Mais tarde, a Casa Branca se pronunciou e parece orgulhosa da decisão da Sony Pictures. O porta-voz da Casa Branca, Eric Schultz, disse:

O presidente congratula a decisão da Sony de autorizar exibições do filme. Como o presidente deixou claro, nós somos um país que acredita na liberdade de expressão e no direito de expressão artística. A decisão tomada pela Sony e a participação dos cinemas permitirá que as pessoas façam suas próprias escolhas acerca do filme e agradecemos por esse resultado.

Uma fonte anônima da ABC News disse que os cinemas independentes interessados em exibir o filme estão entrando em contato com os representantes da Sony Pictures para agendar horários. Então finalmente A Entrevista vai chegar aos cinemas.

E ao YouTube, Google Play e Xbox Video: além de ser exibido nos cinemas dos EUA, a Sony também lançará a entrevista pelo YouTube, de acordo com uma repórter da CNN. Mais tarde o Wall Street Journal disse que a Sony disponibilizará streaming do filme no YouTube, na Google Play e na Xbox Video por US$ 5,99. O filme poderá ser comprado por $14,99. O filme já está disponível para os EUA há algumas horas na Google Play e na Xbox Video.

[Darren Orf colaborou para o fechamento desse texto]