Em maio, o Spotify foi aberto a todos os usuários no Brasil. Você pode usar o streaming de música gratuito com propagandas, ou pode pagar R$ 14,90 mensais pela assinatura Premium. Agora, há um novo plano para você compartilhar sua assinatura com outras pessoas.

Trata-se do Spotify Família: cada usuário tem um perfil separado, com playlists e recomendações diferentes. Você não verá (nem ouvirá) anúncios, e poderá baixar músicas para ouvir offline.

Além disso, cada pessoa poderá ouvir música ao mesmo tempo. Nos planos atuais, se você começa a ouvir música em um dispositivo, o Spotify pausa a música nos outros dispositivos logados com a mesma conta.

O Netflix fez algo semelhante no ano passado, ativando perfis separados para até cinco usuários. Isso é gratuito; no entanto, fazer streaming simultâneo em mais de um dispositivo tem seu custo. O plano mais barato permite assistir a filmes e séries apenas em um dispositivo por vez; o plano mais caro, por sua vez, tem suporte a até quatro streamings simultâneos.

O Spotify Família permite streaming simultâneo de música, e ele também cobra pelo recurso. Para cada usuário adicional, a mensalidade aumenta em R$ 7,45. Funciona assim:

  • um usuário: R$ 14,90
  • dois usuários: R$ 22,35
  • três usuários: R$ 29,80
  • quatro usuários: R$ 37,25
  • cinco usuários: R$ 44,70

Gustavo Diament, diretor do Spotify para a América Latina, disse este ano que “nosso principal competidor é a pirataria”. Será que estes planos conseguem vingar por aqui, onde a pirataria de música ainda é bastante popular? A ver. Pelo menos, os planos são mais baratos que nos EUA (que custam a partir de US$ 9,99).

Os planos Família estarão disponíveis no mundo inteiro “nas próximas semanas”. Eles chegaram ao Brasil no final de novembro. [Spotify Blog via The Verge]