Nós prometemos, em nome de tudo o que é sagrado, que isso é a coisa mais bizarra que você verá em um bom tempo: em 1984, a Apple criou esse curta temático da II Guerra Mundial para inspirar seus funcionários em um retiro da empresa no Havaí. Nele Steve Jobs interpreta Franklin Delano Roosevelt. Steve Jobs interpreta Franklin Delano Roosevelt!

O NetworkWorld, que conseguiu esse vídeo surreal de um ex-empregado da Apple, diz que ele foi inspirado pelo então recente super sucesso da empresa, o comercial “1984” exibido no Super Bowl:

“Enquanto atores profissionais interpretam papéis importantes em ‘1944’, há outros funcionários da Apple além de Jobs na tela, incluindo Mike Murray, então vice-presidente de marketing, como O General, de acordo com Elliot. Devido a rumores de que o Macintosh carecia de softwares terem atingido a Apple antes do seu lançamento, o vídeo se esforça para desacreditar essa crítica em vários pontos, incluindo suportas promessas de Bill Gates, da Microsoft, bem como de Mitch Kapor, da Lotus Development Corp. pré-IBM.  Da caixa acertada por um martelo arremessado jorra uma pilha de softwares.”

Há uma infinitude de questões que surge após assistir a esse vídeo. Por que fazem piada de Wozniak com aquelas tiradas de gordos? Por que a II Guerra Mundial? Por que o logo das Olímpico de 1984 aparece? Quem são essas pessoas? Quem escreveu esse script? Sobrou algum desses capacetes da Apple? Quão agressiva era a droga usada nos retiros da Apple dos anos 1980? Por que Jobs força um sotaque britânico? Por que seu rosto está tão aterrorizante? E por que Jobs escolheu a si mesmo para interpretar o lendário presidente, o homem que acabou com o fascismo? Ah sim, LSD e megalomania. [NetworkWorld]