O supercomputador Cray CX-1 parece bizarramente pequeno em sua estranha foto de panfleto, mas nós conferimos um pessoalmente, e ele é realmente um pequeno sarcófago cheio de vísceras de computador no lugar de vísceras de verdade. Infelizmente, ainda está em uma fase bem inicial, então não há muitos softwares rodando nele, muito menos algo que o deixaria maluco, tipo Crysis a 6.000 FPS – apesar de eu achar que os convenci de que um teste de Crysis é crucial.

cray cx1cray cx1cray cx1cray cx1cray cx1cray cx1cray cx1cray cx1

O negócio vai levar umas três semanas para ficar pronto, com mais demos visuais por vir. O único benchmark que eles têm atualmente é que o computador atinge 768 gigaflops, e eles esperam ultrapassar os 800 depois de uns acertos finos. Mudar das placas Nvidia Quadro 4600 para as Tesla deverá melhorar o sistema também, já que, assim como o CX-1, elas são explicitamente projetadas para aplicações de computação paralela.

O CX-1 suporte até oito blades – os blades para armazenamento e visual ocupam dois slots cada. Os blades são personalizáveis, mas o mais barato que eles tinham custava US$ 4.000, e um CX1 completo sai por mais ou menos US$ 85.000 (um pouco mais caro do que o previamente anunciado). Apesar de não ser destinado para jogos, por tudo isso eu quero que ele queime o Crysis direto no meu cérebro. [Cray]