Já virou rotina: qualquer problema com o WhatsApp no Brasil e o Telegram começa a fazer a festa em suas redes sociais pelo crescimento de adesões. De acordo com o app, houve um acréscimo de mais de 1 milhão de novos usuários, após o WhatsApp ter sido bloqueado no país por 72 horas.

>>> Lá vamos nós de novo: Justiça determina bloqueio do WhatsApp por 72 horas
>>> As lições do bloqueio ao WhatsApp no Brasil

O aumento massivo de novos usuários tem causado um congestionamento nas redes brasileiras, de acordo com o Telegram. O serviço de mensagens informa que o envio de códigos de verificação para os novos usuários está atrasado, pois as redes de SMS brasileiras estão congestionadas.

Outro símbolo da popularidade do app é o ranking de downloads na App Store. O Telegram já é o mais baixado. Na loja de aplicativos do Google, ele não aparece — pode ter relação com o fato de a atualização da lista não ser em tempo real, pois a base de usuários Android no Brasil é muito maior que a de donos de iPhones.

Esta não é a primeira vez que isso ocorre. No ano passado, quando o WhatsApp foi bloqueado em função de uma ordem emitida por uma juíza de São Bernardo do Campo (SP), aconteceu o mesmo. Após o aplicativo do Facebook ficar cerca de 13 horas bloqueado, o Telegram informou que teve mais de 1,5 milhões de novas adesões. Na ocasião, o Viber também se pronunciou dizendo que aumentou a base de usuários. No entanto, dessa vez, o app ainda não se manifestou.

O Messenger, do Facebook, está avisando usuários que o WhatsApp caiu, mas ele continua funcionando:

aviso-facebook2

O que o Telegram não informa (e talvez nunca o faça) é o número de usuários que, de fato, passa a usar o aplicativo com frequência. A impressão é que muita gente acaba entrando e depois deixa o app de lado com a volta do WhatsApp.

Vamos aguardar para ver se a decisão de bloqueio do WhatsApp durará as 72 horas e se o Telegram, de fato, vai virar o app de mensagens mais popular do Brasil.

[Telegram]

Foto do topo por Desiree Catani/Flickr