Lembra quando o Google+ teve um aumento de 1.269% no tráfego, depois de abrir as portas para todos? Pois é, foi só temporário: todo esse ganho no tráfego foi perdido em questão de dias. O que há de errado com o Google+?

De acordo com a Chitika, empresa de propaganda online, a abertura do Google+ para todos os usuários em 20 de setembro levou a um forte aumento no tráfego – também visto nos números da Experian Hitwise divulgados aqui. Mas isso durou apenas alguns dias: em 25 de setembro, o tráfego já havia voltado ao nível anterior.

Por que o Google+ não consegue roubar espaço do Facebook? Como lembra Sam Biddle, do Gizmodo US, ele não é complicado de usar – mas é chato. E seus amigos não estão lá. Não há qualquer motivo para ele existir, além do Google querer ter uma rede social. E mais: se o Google+ tiver uma função, o Facebook pode simplesmente copiar:

Não importa o que o Google+ tenha de vantagem em relação ao Facebook, o Facebook pode ir lá e pegar. Eles roubaram o Twitter com status em tempo real, eles copiaram o AIM e Skype com o Facebook Chat, e eles vão tirar o que sobra de vantagem no Google+ também. Eles sempre estarão à frente. É uma luta impossível: tudo o que o Google+ pode fazer, o Facebook já faz melhor, ou vai fazer.

Concorrência é bom para o usuário – as novas funções do Facebook só vieram por causa do Google+. Mas a rede social do Google parece estar caminhando para o mesmo rumo do Wave e Google Buzz… [Chitika via ReadWriteWeb via Gizmodo US]