O Google anunciou uns novos dispositivos em um evento discreto em São Francisco, nesta quarta-feira (4). Quase tudo já havia sido vazado antes do evento, mas houve algumas pequenas surpresas, umas mais empolgantes que outras. Inevitavelmente, uma coisa pareceu clara: o Google quer ser também uma empresa de gadgets.

• Google compra área de criação de celulares da HTC por US$ 1,1 bilhão
• Chrome bloqueará reprodução automática de vídeos com som – por que você deveria se preocupar

E os gadgets também não são nada mal! Tem um alto-falante inteligente pequeno, um grande, um smartphone, um notebook inteligente, um headset de realidade virtual, um par inteligente de fones de ouvido e até uma câmera inteligente que tira fotos mesmo quando você não pede para ela fazer isso (essa última pode ser meio estúpida). A coisa mais Google unindo todos esses dispositivos é o aprendizado de máquina e a inteligência artificial, tecnologias futuristas que tentam transformam o funcionamento de todos os dispositivos. Até que testemos esses novos produtos nós mesmos, no entanto, nos restam promessas e fotos de divulgação bonitas.

Organizamos aqui tudo que o Google anunciou nesta quarta-feira.

Google Pixel 2

O novo smartphone do Google vem com Android Oreo puro e, supostamente, tem a melhor câmera de smartphone já feita. O design do Pixel 2 é levemente diferente do original, com bordas menores, um corpo simplificado e um painel de vidro na traseira, onde fica a câmera. O plug do fone de ouvido também se foi.

O Google falou bastante sobre a nova e melhorada câmera, o que é apropriado, já que a câmera no Pixel original recebeu tantos elogios, assim como várias propagandas entusiasmadas por parte do Google. Desta vez, você tem a mesma resolução de um sensor de 12 megapixels, mas também com um modo retrato que parece muito com o que a Apple oferece no iPhone 8 Plus. Em vez de exigir uma segunda lente, no entanto, o Google cria aquele belo efeito bokeh com software. O modo retrato também funciona na câmera frontal.

O Google Pixel 2 começa com preços a partir de US$ 650 (R$ 2.307) , e o Pixel 2 XL, em US$ 850 (R$ 2.664). Embora você já possa encontrar a pré-venda nos Estados Unidos hoje, o Google ainda não anunciou uma data de lançamento oficial.

Google Pixelbook

Muitas pessoas pensam nos Chromebooks como notebooks baratos, lixos, mas bons o bastante. O Pixelbook não é um típico Chromebook. O novo notebook premium do Google roda Chrome OS e vem com um processador Intel Core i5 ou i7, 16GB de RAM, assim como uma resolução de 2560 x 1700, com capacidades de multitoque. Por US$ 100, você pode compra também a Pixel Pen, uma caneta stylus que parece demais com a Apple Pencil.

O design do laptop também parece bastante moderno. Ele tem uma traseira toda de vidro e uma dobradiça de 360 graus que lhe permite usá-lo de qualquer ângulo que quiser, além de apenas 10 milímetros de espessura. Talvez o menos empolgante de tudo seja o novo Google Assistente que, bom, ativa o Google Assistente.

O Pixelbook sai a partir de US$ 1.000 nos Estados Unidos, com a pré-venda já rolando, e o produto chega às prateleiras em 23 de outubro. Ainda não há datas de lançamento ou informações de preço do notebook no Brasil.

Google Home Mini

Se o Google Home é demais para você, você talvez goste do novo Google Home Mini. Esse dispositivo ativável por voz tem apenas quatro centímetros de diâmetro e oferece o mesmo acesso ao Google Assistente que seu irmão mais velho. Já que só tem um alto-falante no topo, ele dificilmente será um sistema de som elegante na sua casa, mas, ei, o Google Assistente de tamanho completo também não é.

A melhor parte do Google Home Mini é que ele é barato. A US$ 50 (R$ 156 na cotação atual), o dispositivo é incrivelmente comparável ao Amazon Echo Dot, mas com uma aparência melhor.

Google Home Max

Agora se o Google Home não for o bastante para você, talvez você goste do novo Google Home Max. Essa caixa de som quadrada vem com subwoofers duplos de 4,5 polegadas e tweeters no topo para entregar música cheia de grave, como alguma música do Diplo (ele fez uma propaganda para o Google sobre o novo Home Max). O aparelho também inclui as mesmas capacidades de Google Assistente dos seus irmãos mais novos.

Esse concorrente do Apple HomePod e clone do Sonos sai por US$ 400 (R$ 1.254) e estará nas lojas em dezembro.

Google Pixel Buds

Agora que o Google matou o plug de fone de ouvido no Pixel, a empresa está vendendo fones de ouvido sem fio. Os Pixel Buds parecem ser fones de ouvido inteligentes levemente volumosos que se aninham no seu ouvido de forma parecida com os AirPods, da Apple, embora com um fio conectando os dois fones. O recurso mais impressionante dos Pixel Buds é o Google Tradutor em tempo real que, supostamente, lhe permite se deparar com um idioma estrangeiro e ouvir a tradução no seu ouvido.

Os Pixel Buds custam US$ 160 (R$ 501), mesmo preço dos AirPods. Eles vêm com um estojo de recarga e chegam às lojas em novembro.

Google Daydream View

O lustroso headset de realidade virtual que o Google anunciou no ano passado ficou um pouco melhor neste ano. O novo Daydream vem com um campo de visão maior e em três novas cores: carvão, nevoeiro e coral. Ele tem também um slot para o controle, assim como uma headband removível. O Daydream View sai por US$ 100 (R$ 313) e estará disponível “ainda neste ano”.

Google Clips

Você já sonhou ter uma câmera que pudesse acoplar à sua roupa e que tirasse fotos em momentos aleatórios, selecionadas por um software de inteligência artificial? É, nós também não. Mas se isso soa divertido, talvez você vá amar os novos Google Clips. Essas pequenas câmeras supostamente sabem quando o momento, a iluminação e o enquadramento estão ideais para tirar uma foto. Tudo o que você tem que fazer é configurá-la e deixar o software do Google tirar umas fotos.

Esse futuro horroroso custa US$ 250 (R$ 783). Atualmente, você tem que se juntar a uma lista de espera para conseguir um Google Clips. O dispositivo chegará “no futuro”.

Todas as imagens: Google