Não deveria ser tão fácil espiar o quarto de um estranho. Muito menos o quarto de centenas de estranhos. Mas um site coletou streaming de vídeo de mais de 73.000 câmeras de segurança cujos donos não trocaram a senha padrão. Seria esse um caso que exemplifica um importante problema de segurança, ou uma forma de lucrar com voyeurismo? Ou quem sabe ambos?

O Insecam diz ter imagens de câmeras IP de todos os cantos do mundo. Navegue rapidamente para encontrar não apenas estacionamentos e lojas, como também salas de estar e quartos. “Este site foi projetado para mostrar a importância das configurações de segurança”, diz o site. Mas ele claramente está lucrando com a exibição de anúncios.

Vídeos exibidos pelo Insecam

Para ser justo, todos os vídeos transmitidos pelo site podem ser encontrados pelo Google ou Shodan, sendo este último um serviço que permite buscar dispositivos conectados como câmeras IP. Mas o site coloca todos esses streamings em um único lugar de fácil acesso. Ao Motherboard, um advogado disse que o site viola leis dos EUA, já que envolve hackeamento de contas protegidas por senha, mesmo que a senha em questão seja a padrão. Não está claro quem está por trás do site, mas o domínio foi registrado no GoDaddy com um endereço IP vinculado a Moscou, na Rússia.

Ao menos há uma forma de tirar sua câmera privada do Insecam: basta colocar uma senha nova. Mas, infelizmente, é difícil imaginar que todo mundo fique sabendo da existência do site. [Network World, Motherboard]

Imagem de topo: um exemplo do que você encontra no Insecam