Há um tempo a União Europeia pediu para as fabricantes de smartphones que tivessem um padrão único de carregador de celular. A razão era basicamente sustentabilidade. Com um só tipo de conector as pessoas poderiam reutilizá-los e, assim, prejudicar menos o meio-ambiente.

Agora, a comunidade europeia, vendo que não deu tão certo o seu pedido feito há algum tempo, considera tomar medidas mais drásticas em prol de uma padronização compulsória, o que poderia afetar a Apple, que tem um sistema proprietário de carregamento, no caso o Lightning.

É por isso que o carregador do iPhone custa tão caro
Carregadores falsos da Apple são ainda mais perigosos do que pensávamos

Segundo Elżbieta Bieńkowska, comissária europeia para o Mercado Único, o pedido anterior da UE não surtiu efeitos satisfatórios na indústria. Então, o bloco europeu considera usar um poder concedido à instituição em 2014 para obrigar as empresas a terem um padrão único.

Antes da ascensão dos smartphones, cada marca tinha um padrão. Por isso, em 2009, foi assinado um acordo da União Europeia com fabricantes estabelecendo que o micro-USB seria o padrão e que as empresas tinham até 2011 para implementar. Na época, as três principais fabricantes, Nokia, RIM (R.I.P.), Apple e Samsung assinaram um memorando demonstrando ciência sobre a questão.

Em 2012, 90% do mercado já tinha migrado para o micro-USB, e o memorando assinado pelas marcas expirou em dezembro daquele ano. Após isso, não teve mais nenhum esforço nesse sentido. A União Europeia, então, quer retomar essa pauta e a principal vítima nesse sentido pode ser a Apple.

Se formos considerar os conectores atuais, temos três: micro-USB, USB-C (em aparelhos mais novos) e o Lightning, da Apple. Os dispositivos micro-USB estão evoluindo para USB-C, mas e a empresa da maçã?

De qualquer jeito, caso a comunidade europeia decida que o USB-C será o novo padrão, existe um tempo para implementação. Se tomarmos como exemplo o acordo de 2009 foram dois anos. Então, caso algo seja assinado ainda neste ano, em 2020 talvez tenhamos todos os smartphones com a porta USB-C.

[Omicrono e ABC.es]