Vender um livro pelo programa iBook Author, da Apple, é um caminho sem volta para a loja da Apple ser o único lugar em que seu livro estará. Talvez vender livros no iBooks não seja tãããão bacana assim.

Dan Wineman, do Venomous Porrige, foi publicar seu primeiro livro com o aplicativo iBooks Author quando ele deu de cara com um aviso curioso. Quando um livro é colocado à venda na iBookstore, ele só pode ser vendido dessa forma.

Uma rápida olhada ao EULA do iBooks Author confirma a mensagem assustadora na caixinha:

(ii) se seu Trabalho for vendido por algum preço (incluindo caso ele seja parte de um produto ou serviço baseado em assinaturas), você poderá distribuir o trabalho apenas pela Apple e tal distribuição está sujeita as seguintes limitações e condições: (a) você precisará assinar um acordo separado escrito com a Apple (ou com uma afiliada ou subsidiária da Apple) antes de qualquer distribuição comercial de seu Trabalho; e (b) a Apple pode não selecionar por qualquer razão e total discrição seu Trabalho para distribuição.

A pior parte é que você nunca concorda com nada disso quando instala o software. O EULA não aparece durante a instalação. Aparentemente, você concorda implicitamente com ele simplesmente ao usar o software. Se você trabalhar por semanas em um livro e descobrir depois que você não pode mais vender em lugar nenhum após colocá-lo na iBookstore, você provavelmente ficará bem puto.

Ao mesmo tempo, caso você coloque seu livro de forma gratuita na loja, não há nenhum tipo de restrição. Basta importar para o iBooks e pronto, o arquivo continua seu, pronto para ser distribuído em outras lojas. Como aponta David Smith, “o que a Apple está fazendo com tal restrição é deixar claro que se você lucrar diretamente com essa plataforma e ferramenta gratuita que nós criamos, então nós merecemos nossa parte”. Já John Gruber argumenta que dessa forma a Apple cria um padrão de mercado de livros sem a necessidade da criação de um formato proprietário de arquivos.

A Apple está seguindo os passos do mundo editorial aqui. Se você tem um contrato com a Companhia das Letras para vender um livro, você não poderá vendê-lo na Conrad também. E as empresas ganham por cada livro vendido, é claro. O conteúdo dos livros feitos pelo iBook Author ainda pode ser utilizado em outras ferramentas, e você pode vendê-lo pela Amazon ou no papel. O grande problema é que os acordos das editoras até hoje eram, por mais draconianos, bem transparentes. As restrições não aparecem apenas quando você está pronto para publicar seus escritos. Eis uma forma bem soturna de a Apple assumir os direitos de seu conteúdo. Mais clareza, por favor. [Venomous Porridge]


Uma resposta para “Venda seu livro pela iBookstore e a Apple não permitirá que ele seja vendido em nenhum outro lugar”

  1. GUCCI OUTLET disse:

    Body Jewelry Wholesalers wholesale jewelry from chinajewelryshopvip blog

Deixe uma resposta