Nós ficamos encantados com o Lollipop: é mais fácil do que nunca checar as notificações; a tela de bloqueio ficou mais esperta; e o Material Design é incrível. Infelizmente, ele chegou a tão poucos dispositivos que o Google nem o menciona na lista de versões do Android.

>>> Os smartphones e tablets que vão receber atualização oficial para o Lollipop

Isso significa que menos de 0,1% dos dispositivos estão com a versão 5.0. O KitKat, por sua vez, já estava em 1,1% dos aparelhos um mês após seu lançamento.

Há dois grandes motivos para essa demora. Primeiro, a maioria das fabricantes – como Sony, Asus e HTC – só deve lançar a atualização ao longo do primeiro semestre. Ele chegou à linha Nexus, ao Moto X e ao Galaxy S5 em alguns países.

Em segundo lugar, o Lollipop estreou com alguns bugs bem irritantes no Wi-Fi, bateria e desempenho. Alguns deles foram resolvidos nas últimas semanas, enquanto outros serão corrigidos em atualizações futuras. Há quem esteja esperando antes de migrar para a versão 5.0.

O KitKat, por sua vez, chegou a 39,1% dos dispositivos; ele foi lançado há pouco mais de um ano. Somadas, as versões 4.x estão em 91,8% da base do Android.

Versoes do Android
Versões com menos de 0,1% não aparecem na tabela. Versões anteriores ao Android 2.2 também não estão inclusas; em agosto de 2013, elas correspondiam a cerca de 1% dos dispositivos.

E o Gingerbread 2.3, quatro anos depois de seu lançamento, permanece em 7,8% dos Androids. Na verdade, algumas empresas – como Huawei e Lenovo – ainda vendem dispositivos com essa versão antiga, devido às suas baixas exigências de hardware.

Como nota o Ars Technica, o Gingerbread mudou desde que veio ao mundo em 2010: a Play Store e alguns apps foram atualizados para o Material Design; e graças ao Play Services, o Gingerbread tem suporte a recursos como Play Games e localizador de dispositivo.

Assim, vale lembrar que a versão do Android não é tudo: o Play Services traz mais novidades que atualizações incrementais do sistema, e as leva para quase 100% dos dispositivos em uso, por ser compatível com Android 2.2 ou superior.

Mas para quem quer o Lollipop e suas novidades – e não tem um Nexus ou Moto X – o jeito é instalar uma ROM alternativa, ou esperar pela boa vontade da fabricante. [Android Developers via ZDNet]

Foto por Google