Uma cabeça de fósforo geralmente queima só por um breve instante, mas quando você captura isto a 4.000 quadros por segundo, de repente o evento quase instantâneo ajuda a entender a ciência do fogo e da ignição.

A cabeça do fósforo tem clorato de potássio, que libera oxigênio e mantém o fogo aceso; e é revestida por uma camada de parafina, que serve de combustível. Dá para ver os dois componentes se desfazendo aos poucos em chamas:

É curioso notar que, neste vídeo, o elemento químico fósforo não foi envolvido: ele fica na caixinha, não no palito. Na lateral da caixa, ele é misturado com areia e pó de vidro, para gerar atrito e criar a faísca. O fósforo (junto a outros elementos) cria um calor intenso e queima a cabeça do palito; mas no vídeo acima, usou-se um maçarico.

E, acredite ou não, o usuário UltraSlo do YouTube teve que iluminar esta cabeça de fósforo com 2.000 watts adicionais de luz – mais espelhos e refletores – para capturar essas imagens hipnotizantes. Certamente valeu a pena. [YouTube via BoingBoing]