Marte nunca pareceu um lugar tão legal quanto nesse novo vídeo da ESA mostrando o Mawrth Vallis, um vale que já teve água por centenas de quilômetros.

Estas são as primeiras imagens de Marte tiradas pelo módulo de investigação europeu
Um enorme depósito de água congelada pode nos ajudar a sobreviver em Marte

O Mawrth Vallis (“Mawrth” é a palavra galesa para Marte) é um vale de 600 km de largura, 2 km de profundidade ao longo da fronteira que separa as terras altas do sul e as planícies do norte de Marte. O vídeo, feito a partir de imagens capturadas pela missão Mars Express da ESA, mostra como seria fazer uma viagem por esse antigo canal poderoso de água.

A jornada começa na boca de um canal de saída de 4 bilhões de anos, e vai em direção à fonte da mais impressionante cicatriz marciana, uma área conhecida como Arabia Terra.

O planalto coberto por crateras está cheio de depósitos claros e escuros, o mais leve deles que contém pedaços de minerais de argila chamados filossilicatos. Esses sedimentos em camadas indicam a presença de água líquida no passado – e possivelmente vestígios de vida antiga.

De fato, a presença desses depósitos, e os materiais enterrados abaixo deles, pode conter registros de um ambiente antigo e habitável em Marte. E o Mawrth Vallis é um candidato a receber uma missão da ExoMars em 2020. Ao assistir esse vídeo, e ver quão bacana é essa região, vamos torcer para que seja esse o lugar escolhido pelos planejadores da missão.

[ESA]