Depois que o seu personagem no Counter-Strike morreu em uma brica de facas, Julien Barreaux, de 20 anos, passou seis meses localizando o seu matador virtual. Aí ele pegou uma faca de verdade e foi visitar o cara.

Felizmente as habilidades do francês com a faca são tão insuficientes quanto a sua habilidade no jogo, e ele errou o coração da vítima por alguns centímetros. Ele foi preso rapidamente e contou à polícia que "queria ver seu rival eliminado por ter matado seu personagem".

O juiz Alexiane Potel resumiu a situação com estas palavras a Barreaux no julgamento que se seguiu:

Você é uma ameaça à sociedade. Eu fico genuinamente assustado ao pensar na reação desproporcional que você poderia ter se alguém olhasse torto para você na rua.

O jovem foi sentenciado a dois anos de prisão e terapia de controle de raiva. [NY Daily News]