Na semana passada, surgiram boatos de que o Google estaria em negociações para comprar o WhatsApp por US$ 1 bilhão. Nós já ouvimos uma história parecida antes (na época envolvendo o Facebook) e ela acabou não se concretizando.

Parece que a história se repete: ao AllThingsD, o WhatsApp nega estar negociando sua venda para o Google.

A empresa poderia ignorar o boato ou apenas dizer que não comenta rumores. Em vez disso, Neeraj Arora, chefe de desenvolvimento de negócios no WhatsApp, diz: “a empresa não está realizando negociações de venda com o Google”.

O Digital Trends – site sem um bom histórico de rumores confiáveis – disse que o WhatsApp já negociava o preço da empresa com o Google, “de acordo com uma fonte interna”. Segundo ela, o preço da aquisição se aproximava de US$ 1 bilhão.

O AllThingsD diz que, no final do ano passado, o Google esteve mesmo interessado em comprar o WhatsApp – só que a empresa quer se manter independente. Na verdade, o próprio Neeraj Arora supostamente deixou o Google por causa disso, mudando para o WhatsApp depois das negociações.

Em dezembro, surgiram rumores de que o Facebook estaria interessado em comprar o WhatsApp; novamente, a empresa os negou. Poucos dias depois, o Facebook Messenger não exigia mais uma conta na rede social – basta seu número de celular, como… no WhatsApp.

Pelo visto, parece que negociações para comprar o WhatsApp já aconteceram, mas não se concretizaram. Talvez por isso o Google esteja repensando o Google Talk com o novo serviço Babble/Babel – se não dá para comprar, o jeito é fazer do zero. [AllThingsD]