Agentes do DCRI, o serviço secreto da França, aparentemente voltaram sua atenção para a Wikipédia pela primeira vez em anos: eles pedem que a Wikimedia Foundation exclua um artigo criado em 2009 sobre uma estação militar de rádio.

O motivo: ele teria informações confidenciais e publicá-las viola o código penal francês. A Wikimedia analisou o artigo, notou que ele não tinha nada de confidencial, e se recusou a removê-lo.

Então o DCRI abordou Rémi Mathis, presidente da associação Wikimédia France, e pediu para ele remover a página. Rémi disse que, apesar de ter direitos administrativos de edição, ele não teve nenhuma participação na criação ou hospedagem da página.

O DCRI não gostou da resposta e disse que, se o artigo não fosse removido, Rémi iria “enfrentar represálias graves e imediatas”. Sob pressão, ele retirou o artigo do ar.

Por isso, a Wikimedia divulgou um comunicado dizendo estar confusa sobre estas ações desesperadas da DCRI, já que toda a informação na página parece estar prontamente disponível em outros sites. Na verdade, há até mesmo um vídeo do chefe da estação militar de rádio em Pierre-sur-Haute dando uma entrevista sobre as funções da estação, e levando um repórter para um tour.

No comunicado, a Wikimedia escreveu que “sem mais informações, não conseguia entender por que o DCRI acreditava que a informação no artigo era confidencial”. No entanto, o serviço secreto francês se recusou a fornecer mais detalhes.

Como relatos sobre o incidente se espalharam pela internet, a página da estação militar na Wikipédia voltou ao ar e recebeu muito mais visitas que o normal. Afinal, quando se tenta manter um segredo de Estado, é melhor não chamar a atenção para ele na internet. Será que ninguém aprendeu com a Daniela Cicarelli? [Wikimedia e Libération via Boing Boing]

Imagem via Wikimedia