A versão Beta do PlayStation Home já saiu e trata-se simplesmente da melhor maneira de experimentar o que a Sony tem nas mangas para o PS3 para os próximos anos. Eis as dez coisas que você precisa saber.

1) O PlayStation Home já saiu, mas está ainda na versão Beta Aberta. Se o mundo do Home lhe parecer meio vazio ou cheio de bugs, a Sony deseja lembrá-lo que ele ainda não foi lançado por inteiro, mesmo que já tenha sido liberado para o público. A versão final do PlayStation Home com todos os recursos prometidos pela Sony está prevista para o ano que vem.

2) Não é um update de firmware. Portanto, para baixar o PlayStation Home, não saia buscando o software no System Update. A opção para baixar o Home está apresentada diretamente no XMB, dentro de Network. E apesar do download inicial ser de apenas 77MB, cada área requer outros 10-20MB. O sistema exige que você reserve 3077MB de espaço de armazenagem para todo o Home.

3) Conversar rende resultados distintos. Conversar com outros é razoavelmente medíocre quanto à qualidade mas é interessantemente próximo, quase como na vida real. Portanto, se alguém está falando perto de você, você ouve, querendo ou não (por sorte, eu consegui ‘silenciar’ o idiota que ficava gritando “EU SOU UMA DOENÇA VENÉREA” o tempo todo). Também digno de nota é que, se você tem amigos em um território diferente de ond você mora, eles não serão vistos em espaços públicos, mas você pode convidá-los para o seu apê para uma bate-papo.

4) Haverá microtransições, e aos montes. A Diesel é a parceira que a Sony mais tem anunciado por enquanto, com peças de suas roupas de marca disponíveis por 1 a 2 dólares. E se você quiser expandir para além do seu apartamento, uma Casa de Veraneio estará disponível por 5 dólares.

5) Tem muitos caras. Pra caramba.

kennyfmf: belos peitos     –     dashawn337: Valeu!

6) Jogos de graça! O PS Home apresenta jogos de bilhar e boliche gratuitos, além de algumas escolhas de jogos de fliperama. O seu avatar de fato anda até uma cabine em particular antes de jogar coisas como um clone de Breakout ou uma versão meio tosca de Ecochrome. Interessante na teoria, nem tanto na execução. E só um cara por máquina por vez.

7) Game Spaces estará limitado por ora, mas mesmo assim disponível na Beta Aberta. São as áreas temáticas para o seu grupo se encontrar antes de carregar um jogo. Os únicos dois espaços acessíveis no lançamento serão para Far Cry 2 e Uncharted. Cada um apresenta objetos estilo quebra-cabeça para interação e objetos estratégicos como mapas para pré-planejamento estratégico.

8) Compartilhamento de vídeo ainda não está disponível. A versão Beta Aberta não contará com um dos potencialmente melhores recursos do Home, a opção de compartilhar suas mídias com outros para desfrutar virtualmente. Não se sabe ainda se são problemas técnicos ou de licenciamento que estão prendendo a Sony quanto a este recurso.

9) O cinema funciona excelentemente….para um anúncio. Você pode se sentar para assistir a filme….se tivesse filme para ver. Por ora, você pode ver um loop infinito de um trailer de Twilight e um clipe em seguida. A qualidade é a típica de um vídeo em flash, apesar da tela renderizar muito bem o ambiente tridimensional.

10) PlayStation Home não é Second Life. Você não pode criar nada no PlayStation Home. Você só pode comprar as coisas. Claro, você tem o seu apartamento pra decorar como bem quiser e você pode escolher as roupas que o seu avatar veste, mas estas opções são baseadas em pré-seleções sobre as quais a Sony tem total controle. Existem 5 camisetas diferentes disponíveis para homens no Home e você nem pode mudar a cor. Se o Home fosse um Second Life, não só haveria mais camisetas, como estas camisetas ainda estariam cobertas por consolos animados dançando ao ritmo de um vocalista ao vivo.

O Home pode vir a ser uma grande plataforma um dia, mas a Sony precisa providenciar bastante conteúdo para apoiá-lo. E, por enquanto, tudo exceto mais propaganda é o que está faltando. No Home, eu me sinto como um prisioneiro – o meu uniforme é igual ao de todos os demais detentos enquanto perambulo por outros detentos eternamente com nada pra fazer.

[Fontes adicionais: Wired e MTV]