O Android 11 está aqui! De uma forma muito, muito crua, destinada apenas a desenvolvedores. Novos recursos vão aparecer e desaparecer nos próximos meses, e não teremos um Android 11 completamente revelado até maio, quando acontece a Google I/O. Mesmo assim, já existem alguns recursos importantes a serem mencionados neste primeiro Developer Preview.

De novo, só para enfatizar: é completamente normal que o Google inclua recursos nas versões de desenvolvedores que são retiradas antes do lançamento oficial. Da mesma forma, esperamos que muitos outros recursos sejam adicionados entre agora e o terceiro trimestre de 2020, quando se espera que o Android 11 seja lançado em sua forma final. Com isso em mente, não espere que tudo o que mencionamos chegue ao sistema operacional.

Então, não é nada além disso: uma prévia do que o Google colocou no Android 11 até agora. Não recomendamos a instalação do sistema operacional, mesmo se você for um desenvolvedor. Se você quer estar na vanguarda do Android, mantenha-se afastado até que a edição beta pública chegue em maio.

1) Gravador de tela embutido

Nós já ficamos desapontados com esse aqui: as primeiras versões do Android 10 tinham um gravador de tela, mas a ferramenta acabou sendo retirada. Ela está de volta no Android 11, como um ícone no painel de Configurações Rápidas e, dessa vez, parece um aplicativo adequado. Por enquanto, um toque no ícone inicia a gravação e outro interrompe, embora não haja possibilidade de captura de áudio também. Espero que desta vez ela fique até a versão final.

2) Itens fixados no menu Compartilhar

Outro recurso que já foi visto no Android, mas que não está na versão 10, é a capacidade de fixar seus aplicativos favoritos no menu Compartilhar, para que eles estejam sempre de fácil alcance. É um recurso útil, e é um pouco desconcertante que o Google tenha se livrado dele, mas ele está. Quando você compartilha algo de qualquer aplicativo e o menu Compartilhar aparece, toque e segure em qualquer um dos ícones do aplicativo e escolha Fixar para garantir que ele esteja sempre no topo nos compartilhamentos futuros.

3) Histórico de notificações

Essa aqui precisa de alguns ajustes para ficar visível, por isso não testamos por conta própria, mas, como demonstrado pelo XDA Developers, você pode acessar uma página do histórico de notificações no Android 11 Developer Preview. Já é possível ver as notificações dispensadas no Android, mas a tela não é muito fácil de encontrar e não está muito bem organizada — parece que essa poderia ser uma alternativa muito melhor, se chegar à versão final do sistema operacional.

4) Modo escuro agendado

O modo escuro do Android é pior que o do iOS, e um dos motivos é que você não pode agendá-lo para ligar e desligar automaticamente em determinados momentos — por do sol e nascer do sol, por exemplo. O Android 11 corrige isso, oferecendo a opção de ativar o modo escuro em um horário personalizado ou mesmo na hora que o Sol se põe na sua região atual, em vez de ter que ativá-lo manualmente a cada vez. Um simples interruptor para ligar e desligar ainda está disponível, se você precisar.

5) Bluetooth ativado no modo avião

Uma das pequenas, mas potencialmente significativas mudanças que vimos no Android 11, se refere ao modo avião. Ao contrário das versões anteriores do Android, o Bluetooth agora permanece ativado quando o modo avião está ligado, desde que esteja conectado a outro dispositivo. Se você estiver ouvindo músicas, audiolivros ou podcasts, por exemplo, não terá o áudio cortado se precisar ativar o modo avião.

6) Permissões de única vez

Outra maneira que o Android 11 está atualizando o sistema operacional do Google com o iOS é a capacidade de definir permissões apenas uma vez — anteriormente, as permissões para acessar informações como localização poderiam ser concedidas quando um aplicativo estava sendo executado, o tempo todo ou nunca. Com a nova permissão de uso único, você pode conceder a um aplicativo acesso à câmera, à localização ou qualquer outra coisa para um único uso. Se o aplicativo precisar desses dados novamente depois, precisará solicitá-los novamente.

7) Novos controles de mídia

Não conseguimos ver na prática como esse aqui funciona, pois requer um pouco mais de ajustes nos bastidores, mas o recurso está lá, embora de forma oculta. Como o pessoal do 9to5Google descobriu, os controles de reprodução de mídia podem estar de mudança da Área de Notificação para o painel de Configurações Rápidas. Isso leva a alguns problemas, como a localização da barra de progresso, mas pode levar a uma interface Android mais limpa em geral.

8) Notificações de conversa

Parece que os aplicativos de mensagens terão um lugar de destaque na lista de notificações do Android 11. Embora o recurso seja um pouco complicado nas visualizações do Android 11 Developer Preview, as conversas por mensagens instantâneas aparecem em sua própria seção, acima de outras notificações. Parece que você também poderá continuar as conversas a partir da lista suspensa de notificações, sem precisar abrir o aplicativo.

9) Pausar a reprodução

Se você tem um Pixel 4 ou um Pixel 4 XL, o Android 11 parece pronto para lhe dar outro gesto do Motion Sense (como demonstrado por Max Weinbach): segurar a mão acima do telefone aparentemente faz pausar a reprodução de áudio. Assim, você pode parar músicas ou podcasts mesmo que suas mãos estejam sujas. O Google prometeu que mais gestos estavam a caminho do Motion Sense, e esse parece ser um deles.

10) Bolhas por padrão

Mais sobre mensagens instantâneas: o Android 11 está trazendo o conceito de bolha de bate-papo como um recurso de sistema. As bolhas de bate-papo são aqueles pequenos círculos que aparecem na tela, sobrepostos sobre outros aplicativos e telas, que Facebook Messenger usa há bastante tempo. Já os vimos no Android em certa medida, mas no novo Developer Preview, há uma configuração de bolhas extra para aplicativos de bate-papo, e é ativada por padrão nos apps compatíveis com o recurso.

11) Toque duas vezes para iniciar

E, por último, mas não menos importante, nos recursos ocultos que precisam de um ajuste extra nas configurações de desenvolvedor, temos um novo gesto para o sistema do Pixel — toque duas vezes para iniciar. Conforme detectado pelo XDA Developers, isso permite que você toque duas vezes na parte traseira de um Pixel para iniciar a câmera, abra o Google Assistente, coloque o despertador em modo soneca e muito mais. Ele usa os sensores internos do telefone para detectar os toques, aparentemente.