O jailbreak está novamente na crista da onda para todas as iCoisas. Nunca foi tão fácil libertar seu aparelho quanto é hoje. Mas com os novos recursos do iOS 4, vale o (pequeno) esforço? 16 vezes sim.

Agora que recursos como multitarefa e papéis de parede são padrão no iOS, pode parecer que não há mais muita lógica em fazer jailbreak. Mas o iOS não foi o único que criou asas neste meio tempo. A cena do jailbreak também cresceu, e para cada solução tardia que a Apple disponibilizou, os jailbreakers bolaram alguma geralmente melhor. Aqui está o que a cena jailbreaker pode te oferecer hoje.



Mas antes, o aviso obrigatório: fazer jailbreak anula a garatia do seu aparelho e tem o potencial de causar alguma falha grave ("brickar"), por isso prossiga com cuidado. E por "prossiga com cuidado" eu quero dizer VAI FUNDO, FILHO.

1. A outra outra App Store: A cena do jailbreak amadureceu em direções que muitos não julgavam ser possíveis, a maioria delas representadas pela Rock, que é essencialmente a outra loja de aplicativos. (A que aparece no seu telefone quando você faz o jailbreak é a Cydia.) Algumas pessoas preferem a chamativa Rock em vez da direta e sóbria Cydia, mas há um motivo para não ignorar a Rock: aplicativos pagos. Sim, mesmo dentro do jailbreak, há aplicativos pagos. Alguns dos que constam nesta lista são pagos, inclusive, e todos valem cada centavo. Há aplicativos pagos no Cydia também, mas a maior parte dos grandões resolveu vender exclusivamente pela Rock, e oferecem períodos de teste gratuitos.

2. Controle mental: A utilidade de algo assim pode não ser óbvia, mas confie em mim: usar um mouse no seu iPhone é legal pra caralho. É claro que isso não é a única coisa que o Veency faz; ele é um servidor VNC completo para o seu telefone, o que significa que você pode usá-lo do seu computador enquanto ele ainda está no seu bolso. Esta também é uma maneira fácil de usar um teclado no seu iPhone. O aplicativo é grátis.

3. Configurações sempre à mão: O SBSettings permite que você chame um painel de configurações, com a maior parte dos ajustes mais utilizados, sem precisar entrar em um monte de menus. É só fazer um pequeno gesto (o padrão é um beliscão na barra de status) e um menu deslizante aparece, onde você pode desligar o 3G, Wi-Fi, Bluetooth, alterar o brilho da tela, entre outras coisas. Se a opção que você queria não está entre elas, há provavelmente um plugin para inclui-la.

4. Cirurgia plástica: É impossível falar de jailbreaking sem citar o aplicativo de personalização Winterboard. Mesmo que o iOS 4 tenha incluído papéis de parede, vale dar uma olhada, nem que seja pelos deliciosamente bizarros temas e skins disponíveis. E as personalizações do Winterboard podem ser bem mais do que superficiais (ele pode até alterar o tom do SMS, por exemplo). Apenas um aviso: depois de instalar isso no iOS4, você vai perceber alguns comportamentos estranhos, como ícones com espaçamento zoado. Não tenha medo! É só entrar no Winterboard, desabilitar todas as opções marcadas e voltar à tela inicial. Daí pra frente você pode voltar a marcar as opções aos poucos como quiser.

5. Tethering para thodos: Algumas operadoras não permitem tethering, outras até cobram por isso. Mas com aplicativos como o MyWi, PDANet e o Tether, você está livre destes perrengues e pode compartilhar ser 3G com qualquer outro dispositivo. Cada um destes apps trabalha de uma forma diferente (o PDANet, por exemplo, precisa realizar uma conexão ad-hoc com o segundo dispositivo, o que o torna incompatível com o iPad), mas algum deles certamente vai resolver o seu problema.

6. Três pratas por um novo iPod: O iRemix substitui o seu aplicativo nativo do iPod, adicionando favoritos, bookmarks, adição instantânea de músicas à sua playlist On-The-Go, personalização de incrementos de avanço e retrocesso, letras, informações de artistas e busca de vídeos relacionados. Não parece exatamente um aplicativo novo, mas sim um mod muito bem feito. Quanto mais você ouve música, menos vai se importar de gastar 3 dólares com isso.

7. Liberdade para o seu player de vídeo: O OpenStreamer (antigamente chamado vlc4iPhone) faz duas coisas que o player de vídeo do iPhone não faz: toca uma larga variedade de formatos de vídeo e reproduz streams de TV por internet, como os que você encontra no ShoutCast. Basicamente, se o seu iPhone não é capaz de tocar algum vídeo seu por qualquer motivo, o OpenStreamer provavelmente consegue.

8. Os jogos ignorados: Há muitos para listar aqui, e isso é ótimo. Emuladores de NES, SNES, Mega Drive e GBA que valem o seu tempo e funcionam com virtualmente qualquer ROM. Somos fãs dos aplicativos do zodttd: nes4iphone, snes4iphone, n64iphone e mame4iphone.

9. Lidando com a backdoor: Tente copiar algum arquivo manualmente para dentro do seu iPhone. Qualquer arquivo. Você arrasta e solta… MAS NÃO CONSEGUE! É por isso que você precisa do OpenSSH, que permite uma conexão direta com o sistema de arquivos do seu iPhone via Wi-Fi.

O OpenSSH cria um servidor FTP no diretório raiz do seu iPhone. Você pode conectar-se a ele como a qualquer outro servidor web e passa a ter total controle sobre os seus arquivos internos. Precisa passar 4000 ROMS de NES pra dentro do seu iPhone? É só mandar por aqui. O aplicativo é de graça.

10. Ainda sobre o sistema de arquivos: O FileViewer é um aplicativo simples que te dá visibilidade completa do sistema de arquivos do seu aparelho. Ele não faz muito além de navegar pela hierarquia de pastas e exibir imagens e PDFs. Parece algo pequeno, mas nós gostamos.

11. Uma tela de destravamento decente: Um dos aplicativos de jailbreak mais imediatamente impressionantes é o Intelliscreen. Ele joga as informações e atualizações mais importantes do seu celular direto na tela de destravamento – emails recentes, SMS, compromissos da agenda. Dez dólares por isso pode parecer uma facada, mas depois que você tem algo assim, o próprio uso do seu telefone muda de maneira impressionante. Definitivamente vale o preço.

12. Sincronia sem fio: O aplicativo Wi-Fi Sync faz exatamente o que parece que ele faz. Trabalhando em conjunto com um pequeno cliente no seu computador, este aplicativozinho brilhante passa a perna no seu celular e no computador, fazendo ambos acreditarem que estão ligados por um cabo quando estão apenas via Wi-Fi. Dez dólares.

13. FaceTime a qualquer hora: Várias ferramentas existem para fazer o seu iPhone convencer os apps de que eles estão rodando em Wi-Fi quando estão no 3G, mas o My3G (3 dólares) é o primeiro a fazer isso também para o FaceTime.

14. SMS mágico: O melhor recurso do biteSMS é o seu sistema de notificação e resposta integrados, que deixa você responder um SMS usando o mesmo quadrinho azul que normalmente serviria apenas para você ler a mensagem. Isso mesmo: receba, leia e responda um SMS no mesmo quadrinho, sem precisar interromper o que está fazendo. O aplicativo faz até mais do que isso, e você provavelmente vai achar mais um ou dois recursos interessantes. A versão de testes é generosa, mas depois disso o app custa 7 dólares.

15. Cachorro velho, truques novos: Com a omissão do recurso de multitarefa e dos wallpapers no iOS 4, o iPhone 3G segue como o modelo mais beneficiado por um jailbreak. Por quê? Quase que exclusivamente por causa do Backgrounder, o aplicativo de multitarefa. A sua solução mais tradicional para o problema é mais atraente para muitos usuários do que o tal de "Fast App Switching" que a Apple faz passar por multitarefa, e há cerca de 17 "app switchers" bacanas para você escolher (dê uma olhada no Kirikae, no Circuitous e no Pro Switcher).

16. Tudo por nada: Isso é citado sempre que falamos sobre jailbreak, então vamos lá de novo: Sim, aplicativos como o Installous tornam a pirataria de aplicativos MUITO fácil. Se você for usar o jailbreak para estes fins, por favor, trate isso como uma forma de experimentar antes de comprar. Se os desenvolvedores não ganharem dinheiro com os seus aplicativos, eles não farão mais aplicativos para você usar. Então é isso: tenha consciência.

Esta lista de modo algum está completa, então ajude-nos publicando os seus aplicativos de jailbreak favoritos nos comentários.