Houve uma época em que viajar era o ápice do glamour. As pessoas vestiam suas melhores roupas para ir ao aeroporto. Navios e aviões eram coisas luxuosas. Naquele tempo, os cartazes e folhetos que annciavam passeios de luxo eram tão adoráveis quanto as viagens em si.

O Departamento de Impressão da Biblioteca Pública de Boston tem uma grande coleção desses cartazes de viagens. Veja o que os arquivistas da biblioteca têm a dizer sobre eles:

Ferrovias abriram a América e a Europa, transatlânticos de luxo trouxeram elegância às viagens marítimas e um número recorde de motoristas pegou a estrada em seus automóveis. Em meados dos anos 1940, novas companhias aéreas cruzaram o globo, levando caçadores de aventuras aos destinos mais longínquos.

Os agentes de viagens e as bilheterias desse período eram enfeitados com cartazes vívidos e chamativos, todos desenhados para capturar a beleza, empolgação e aventura da viagem e para promover um mundo de destinos atraentes e novos meios de transporte. Artistas independentes ganharam fama por seus estilos gráficos únicos e imagens icônicas, e muitos cartazes dessa época ainda são tidos como importantes trabalhos de arte, um bom tempo depois que seus propósitos comerciais terem se apagado.

Avançando para 2013, viajar é caro, lotado e invasivo (que o diga a TSA). Deixe de lado esse estado atual, apenas por um momento, e (re)veja como as coisas foram um dia pela arte desses lindos cartazes de outrora.


No começo do século XX, os cruzeiros eram o ápice do luxo.

cartaz1

Imagem: Flickr


Esta imagem de 1935 faz a Palestina parecer dividida.

cartaz2

Imagem: Flickr


O artista Robert Falcucci criou este anúncio em 1932 para umas férias francesas. Parece uma obra de pop art.

cartaz3

Imagem: Flickr


Este cartaz dos anos 1900 é um lembrete de que a França tem uma injusta vantagem nos quesitos beleza, cultura e paisagens.

cartaz4

Imagem: Flickr


Este cartaz retrata a viagem aérea como uma experiência divina — nada a ver com aqueles amendoins muquiranas e serviço de bordo ruim que te esperam hoje.

cartaz5

Imagem: LA Public Library


Sim, nós seríamos seduzidos a ir às Olimpíadas de 1936. Exceto se aquela coisa toda do Nazismo não fosse um empecilho.

cartaz6

Imagem: LA Public Library


Este anúncio da Ferrovia Pública Japonesa funciona ainda hoje.

cartaz7

Imagem: LA Public Library


Este captura com precisão o que você imagina que seja a Riviera Francesa ao vivo.

cartaz8

Imagem: LA Public Library


Suíça do Sul? A representação do Lago St. Clair, na Tasmania, feita pelo artista Harry Kelly, chamou a nossa atenção.

cartaz9

Imagem: Flickr


Não precisamos de mais nada para nos convencermos de que o inverno na Áustria é legal.

cartaz10

Imagem: Flickr


cartaz11

Imagem: Flickr


cartaz12

Imagem: Flickr


cartaz13

Imagem: Flickr


Você pode dirigir a velocidades insanas em uma Autobhan, como ilustra este cartaz turístico do artista alemão Ludwig Hohlwein.

cartaz14

Imagem: Flickr


cartaz15

Imagem: Flickr


cartaz16

Imagem: Flickr


cartaz17

Imagem: Flickr


A artista Dorothy Waugh mostra o que Ken Burns chamou de a melhor ideia norte-americana.

cartaz18

Imagem: Flickr


Do artista Edward Vincent Brewer

cartaz19

Imagem: Flickr


Do artista Edward Eggleston

cartaz20

Imagem: Flickr