Uma nova pesquisa da UBS Research sobre lealdade de usuários com seus smartphones revela um cenário perigoso para os concorrentes da Apple: se 89% dos donos de iPhone não pretendem trocar de marca no próximo celular, o mesmo não se aplica à Nokia e BlackBerry.

Enquanto 89% dos 515 entrevistados não pretende sair da Apple, a taxa de retenção da concorrência anda em queda. A RIM viu sua credibilidade com os atuais consumidores cair de 62% para 33% nos últimos 18 meses, enquanto a Nokia atingiu apenas 24%, contra 42% no ano passado — o resultado desse ano é 1% menor do que o da Motorola. A Samsung ficou com 28%. Em sistemas operacionais a Apple, obviamente também tem 89% de retenção, enquanto o Android tem 55%. Aspas para a conclusão da UBS:

Em geral, as taxas de retenção parecem cair para a maioria das fabricantes. Relativamente, as taxas de retenção da Apple cresceram, junto com o crescimento de market share da empresa. É interessante olharmos para todos os consumidores que estão pensando em trocar de provedor de hardware, onde a Apple continua sendo beneficiada. Além da Apple, apenas a Samsung e a HTC parecem ser beneficiadas (mais usuários ganhos do que usuários perdidos). É interessante notar que de todas as respostas vindas de usuários da Apple, apenas 6% indicaram que pretendem trocar de fabricante, enquanto 4% se dizem indecisos. Isso sugere que a taxa de retenção da Apple pode ser, na realidade, de 93%.

Dos 515 entrevistados, 45% deles já têm um iPhone, 18% têm um BlackBerry e 16% são usuários da Nokia. E você? Será leal à sua marca atual na próxima troca de smartphone ou é hora de respirar novos ares? [GigaOM]