Informações sobre protótipos e conceitos iniciais do iPhone estão aparecendo aos montes. De acordo com a documentação do processo judicial, a Apple considerou a construção de um celular com vidro curvado, mas ele nunca aconteceu porque sairia muito caro. Olhe para a imagem acima. Conceito bacana, não?

A Network World descobriu o depoimento de um ex-designer da Apple, Douglas Satzger, onde ele detalha o lance da curvatura. Satzger trabalhou como designer industrial de alto nível na Apple de 1996 a 2008 e, hoje, é vice-presidente de design industrial na Intel. A ideia era colocar vidro curvado de cima abaixo no iPhone, em vez dos painéis planos que temos hoje. Mas tal qual ocorreu com os protótipos de alumínio do iPhone que conhecemos faz pouco, o projeto e fabricação de um celular com vidro curvado foi considerado muito complicado e caro para ser viável:

“A tecnologia de moldar o vidro, o custo relativo a moldar o vidro na época e algumas características de design desse formato específico não foram apreciados.”

Nossa. Pense no quão diferente o mundo seria se houvessem milhões e milhões  de pessoas andando por aí com celulares curvos em vez do que temos hoje. Ok, não mudaria muita coisa. Mas ainda assim… Ah, celular curvado…

Em nota relacionada, a Sharp anunciou que está despachando telas para o novo iPhone este mês — assim, parece que aquelas datas podem estar certas mesmo.

O novo presidente da Sharp, Takashi Okuda, disse que “o envio começará em agosto” em uma conferência com a imprensa hoje cedo. Se os rumores se confirmarem, a nova tela terá 4″, com proporção de 16:9 e trará uma tecnologia que a deixa mais fina e aumenta a longevidade da bateria. É esperar pra ver. [Network World via 9to5Mac, Reuters]