Depois de muitas farpas e acusações mútuas de plágio vindas da Zynga e da Vostu, as duas resolveram encerrar o processo e coexistir nas redes sociais. E, claro, isso não foi de graça.

Se você não acompanhou os outros capítulos dessa novela, aí vai um resuminho: Zynga processa Vostu dizendo que a “inspiração” de seus joguinhos de redes sociais parece mais um copy-paste. Vostu respondeu que “eu posso ter copiado, mas você copiou todo mundo primeiro”. Zynga inclui Google no processo por hospedar jogos da Vostu no Orkut e por ser ter comprado ações da Vostu. E as duas finalmente fazem as pazes e trocam beijinhos, como disseram na declaração oficial que emitiram em conjunto:



“Zynga e Vostu resolveram os seus processos de direitos autorais e alegações contrárias mútuas nos Estados Unidos e Brasil. Como parte do acorto, Vostu fez um pagamento monetário à Zynga e fez algumas mudanças em quatro de seus jogos. As empresas estão felizes em ter resolvido as suas disputas e deixar esses problemas para trás.”

Os valores pagos pela Vostu não foram divulgados, na verdade, o único número que chama atenção nessa história toda é a quantidade de usuários que a Vostu teria no Brasil: segundo o TechCrunch, 25% dos usuários de internet no Brasil estão jogando os games da Vostu – é muita gente jogando MegaCity (que tem até propaganda na TV!) e Café Mania.

No final das contas, os joguinhos de Facebook/Orkut vão continuar por um bom tempo, as empresas em questão vão faturar muito dinheiro e a produtividade das empresas que não bloqueiam apps de Facebook vai continuar caindo. [TechCrunch]