A corrida das vacinas da Covid-19 ainda não acabou; quais os próximos passos?

A corrida das vacinas contra Covid-19 está longe de acabar com o lançamento dos primeiros imunizantes. Laboratórios continuam evoluindo.

Entre março e dezembro de 2020, vimos a pandemia mudar nossas vidas, mas também presenciamos uma façanha impressionante da ciência: o desenvolvimento e a aprovação em tempo recorde de vacinas seguras e eficazes contra a Covid-19. O imunizante desenvolvido pela Pfizer e pela BioNTech cruzou a linha de chegada primeiro, com algumas fórmulas vindo logo atrás. Além dela, a Organização Mundial da Saúde já aprovou outras     cinco vacinas: a da Moderna, a da AstraZeneca/Oxford, a da Janssen, a CoronaVac e a da Sinopharm.

Mas a corrida não acabou, e um pelotão está atrás: segundo o monitor de vacinas do jornal The New York Times, mais de cem fórmulas estão em testes de fase 1, 2 ou 3. Uma delas ganhou as manchetes do Brasil recentemente: a ButanVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o Instituto de Vacinas e Biologia Médica do Vietnã e a Organização Farmacêutica Governamental da Tailândia. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária já autorizou o início dos testes de fase 1.

A ButanVac não é a única: ao todo, 17 imunizantes estão em desenvolvimento com o apoio de instituições brasileiras. Uma delas é a Versamune, desenvolvida pela startup Farmacore Biotecnologia em parceria com o laboratório americano PDS Biotechnology e com a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP.

 

Sair da versão mobile