Se você não estava sabendo, o governo do Egito está tentando reprimir um movimento de resistência interna fechando todas as formas de comunicação do país, incluindo rádio, televisão e internet. Se você acha que isso é exagero, dá só uma olhada nessa tabela.

O site Just-Ping permite colocar qualquer domínio ou URL, e ele checa qual o tempo de ping em servidores do mundo todo. Você vai notar que, quando ele chega ao Egito, ele diz que o checkpoint não está disponível. Por que isso? Porque lá não tem mais internet, é claro.

O gráfico a seguir, feito pela Arbor Networks e publicado pela Wired UK, mostra a mesma situação:

Os protestos começaram nesta terça-feira, dia 24, depois que o descontentamento com o governo autoritário no Egito levou a protestos nas ruas. Primeiro o Twitter foi bloqueado, e depois o Facebook; agora a internet não funciona mais por lá. Os manifestantes reclamam do aumento dos preços, desemprego e corrupção no país. O atual presidente, Hosni Mubarak, é considerado um ditador, e até hoje o Egito só teve militares como presidentes. [Just-Ping via John Herrman; Wired UK; Folha]