Este jetpack propulsionado por água resolve dois dos maiores problemas do verão brasileiro: o calor infernal e a incapacidade de voar sobre pessoas em praias lotadas.

Enquanto você fica aí, mentindo que vai lavar o carro pela terceira vez na semana só para se refrescar um pouco com a mangueira, ou desejando estar em uma praia, andando de banana boat, ao invés de estar parado em um engarrafamento, o inventor canadense Raymond Li está realizando os sonhos molhados dos nerds que envolvem voar ou imitar Mario Sunshine.

O JetLev-Flyer é resultado de cerca de uma década de trabalho duro em busca de um sonho que muitos engenheiros consideravam impossível. O produto é na verdade uma espécie de mochila de fibra de vidro, conectada a uma mangueira que suga água. Como o motor e o combustível não ficam na mochila, o peso dela foi reduzido drasticamente e assim também reduziu a força necessária para manter alguém no ar.

A espécie de jetpack permite que o piloto voe numa velocidade de até 35 km por hora e alcance alturas de até 10 metros. O piloto pode controlar a pressão da água através dos controles manuais pra fazer movimentos precisos.

Ele estará disponível para venda a partir de março, por meros 99.500 dólares. Segundo a New Scientist os compradores iniciais provavelmente serão resorts e agências de aluguel – ou qualquer um com 100 mil dólares pra gastar. Mas seu criador prevê outros usos “Ele pode ser usado para busca e resgate, inspeção e reparo de estruturas marítimas, salvamentos, combate a incêndios e até mesmo missões de paz”.

E candidatos a super-heróis, eu acrescentaria.

[Jetlev via New Scientist via PopSci]