A Microsoft quer acabar com as barreiras entre o mundo digital e o real. Enquanto o HoloLens coloca seres humanos em um universo bizarro cheio de hologramas e blocos de Minecraft, um novo programa desenvolvido pela empresa pode ajudar robôs e carros autônomos a “ver” melhor seus arredores.

Ele se chama SemanticPaint, e é um novo projeto da equipe Microsoft Research. Usando o Kinect, ele permite que usuários digitalizem os arredores ao mesmo tempo que categorizam objetos ao “pintá-los” de cores diferentes. Os usuários simplesmente tocam um objeto ou superfície e usam identificação vocal dizendo, por exemplo, “banana” em voz alta. E então esses objetos são individualmente separados em categorias: livros, cadeiras, copos, ou qualquer coisa. À medida em que você vai interagindo com mais objetos, melhor o sistema fica ao automaticamente categorizá-los, mesmo que você o use em outra sala.

Depois de um tempo, você fica com um programa que consegue identificar automaticamente coisas em um ambiente. E como o SemanticPaint é online, essa parte de aprendizado acontece rapidamente, enquanto com programas offline essas coisas podem levar horas ou dias.

Esses poderes de scan e identificação são cruciais para tecnologias como carros autônomos. No momento, pesquisadores testam a tecnologia com lasers e lidar para ver o que está na rua. Robôs também podem se beneficiar de programas auto-atualizáveis como o SemanticPaint, já que isso os torna mais inteligentes e mais capazes de saber o que há ao redor.

[Microsoft Research]