Com a aprovação do Freedom Act no começo de junho, a NSA teve que parar de coletar registros telefônicos em grandes lotes. A questão que ficou era o que ia acontecer com a quantidade enorme de dados já coletados que sobrou. A resposta veio hoje: a maioria destes metadados vai para o lixo.

A NSA irá se livrar dos metadados que ela coletou ilegalmente com base na Seção 215 do Patriot Act. Os empregados da agência terão até o dia 29 de novembro de 2015 para acessar e analisar estas informações. Já o pessoal técnico terá acesso a elas até fevereiro do ano que vem.

Nem tudo será descartado, entretanto. A NSA não vai deletar alguns metadados coletados que têm relação com litígios civis, mas promete que irá apagá-los depois que estes processos forem encerrados:

Os metadados telefônicos preservados apenas por causa de obrigações de preservação em processos civis pendentes não serão usados ou acessados para qualquer outro fim e, assim que possível, a NSA irá destruir os metadados telefônicos em lote da Seção 215 devido à expiração das obrigações legais de preservação.

É mais ou menos como ter alguém ocupando sua casa por anos, dando festas e vomitando em cada superfície disponível, e depois se oferecendo para levar o lixo para fora por causa de um mandado judicial. É melhor que nada (acho), mas passa bem longe de reparar os efeitos negativos do erro anterior.

[NSA]

Imagem: Shutterstock