Lá atrás, em 2011, quando Steve Jobs anunciou seus planos de construir uma sede em forma de nave espacial em Cupertino para a Apple, todos nós sabíamos que seria um escritório ridiculamente luxuoso. Mas de acordo com a Bloomberg Businessweek, ele vai passar por um downgrade antes das obras começarem em junho deste ano. Ainda vai ser maluquice, mas não vai ser totalmente absurdo.

Fontes com conhecimentos dos planos dizem que os custos de construção subiram de US$ 3 bilhões para insanos US$ 5 bilhões desde 2011. Em outras palavras, já custa US$ 1 bilhão a mais do que o custo total do novo World Trade Center. Durante uma reunião em Fevereiro, Tim Cook alterou a data da mudança de 2015 para 2016 e aparentemente isso acontece porque os arquitetor Foster + Partners foram encarregados de tirar um bom bilhão do orçamento.

O SpaceQ tem muitos recursos luxuosos de uma floresta de 15 acres e 6000 árvores a serem plantadas ao retor da grande construção em forma de uma rosquinha, ao 700.000 metros quadrados de paineis solares colocados no teto. E também tem um sistema de controle de temperatura que automaticamente abrirá as janelas para entrar a quantidade cerca de ar fresco, e usa tubos solares para levar a iluminação natural para o complexo. E também seis quilômetros quadrados de janelas de vidro curvado. Mas você não pode cortar nada disso sem prejudicar seriamente o estilo do projeto.

Felizmente alguns dos perfeccionismos característicos de Jobs podem ser tirados sem ninguém sentir muita falta. Diz a Businessweek:

Em vez de pisos de cimento, Jobs queria usar uma alternativa como terrazzo polido para um brilho normalmente reservado a museus e casas high-end. Jobs insistiu que os espaços minúsculos onde paredes e outras superfícies se encontram não podiam ter mais de 1/32 de uma polegada de diâmetro, ante 1/8 polegadas mais usado em construções nos Estados Unidos. Em vez de telha acústica leve com absorção de som, Jobs queria que o telhado fosse concreto polido.

Este é o tipo de absurdo que pode ser retirado sem Jobs por perto que pode reduzir os custos.

Na maior parte das coisas, parece que o plano vai continuar como foi concebido, e mesmo após as medidas de corte de custos, ainda será melhor que qualquer escritório que você terá o prazer de entrar. [Bloomberg Businessweek]