Karim Benzema foi o grande personagem da estreia da França na Copa do Mundo de 2010, sem dúvidas. A atuação do camisa 10 beirou a perfeição. Só atingida, é claro, com a ajuda da tecnologia. Pois, por mais que o craque francês tenha feito a diferença para os Bleus, talvez o mais marcante da tarde em Porto Alegre será o uso da tecnologia sobre a linha do gol. Pela primeira vez, ela foi decisiva para determinar se a bola entrou ou não. Ainda que tenha gerado mais discussão do que deveria.

Continue lendo no Trivela: http://trivela.uol.com.br/tecnologia-diminui-margem-de-erro-na-copa-mas-nao-polemica/