Quando o aeroporto de Taichung em Taiwan foi transferido de lugar, os urbanistas da cidade procuraram redesenvolver a área do antigo aeroporto como um “oásis vibrante”, que exibisse as melhores e mais recentes tecnologias ecologicamente sustentáveis – ou verdes – e focasse em estratégias sustentáveis e simbióticas. O resultado: a torre Bionic-Arch com emissão zero.

Esta foi a ideia vencedora da competição de design para o parque. O Bionic-Arch, criado pela Vincent Callebaut Architects, tem um orçamento de US$85 milhões. Ele será 100% autossuficiente com emissão zero de CO2 (certificação LEED Diamond) e vai integrar florestas verticais e paisagismo, assim como paredes com plantas e jardins elevados. A torre gera tanto energia solar como eólica, e emprega biotecnologia e tecnologia botânica para fornecer energia aos moradores do edifício. Com 119m, ela será a torre mais alta do centro de Taiwan.

A Torre Taisun ainda está no estágio de design, mas será interessante ver como ela vai se comparar ao novo World Trade Center – possivelmente o arranha-céu mais verde do mundo – quando estiver completa. [Vincent Callebaut Architects via Evolo]