Isto daqui precisa ser registrado como a central de dados mais animal já feita na história em qualquer lugar do mundo: trata-se de um antigo abrigo nuclear a 30 metros abaixo do centro de Estocolmo e a sua nova conversão para um dos maiores provedores de acesso na Suécia a transformou em algo verdadeiramente digno de 007. Veja só: ela possui simulação de luz do dia, estufas e cachoeiras, tem motores de submarinos alemães modificados para servirem de geradores de emergência, além de 1,5 megawatts de refrigeração para os servidores. Ah, e é capaz de sobreviver a um ataque de uma bomba de hidrogênio.

Isso porque a central foi construída dentro do antigo abrigo nuclear “Montanha Branca Pionen” da época da Guerra Fria, apesar de terem levado um ano para completar a conversão, além de terem que detonar 4000 metros cúbicos de rocha para abrir espaço para a infra-estrutura da Bahnhof. Os geradores de emergência são dois Maybach MTU a diesel e eles ainda têm acopladas as buzinas de emergência de quando ficavam dentro do submarino. Enquanto isso, as conexões à Internet terão até tripla redundância, com as linhas principais de cobre e as de fibra óptica seguindo três rotas diferentes até o abrigo. É sem dúvida uma central de dados incrivelmente redundante.

Do lado humano, o staff de 15 pessoas fica dentro de um aquário de 2600 litros e uma sala de reuniões suspensa com paredes de vidro que possui um mapa lunar no lugar do piso. O próprio CEO confirmou que houve inspiração em filmes de ficção científica deliberadamente incorporada ao design. Maluquice total. [RoyalPingdom]