A Anatel anunciará daqui a pouco o término da suspensão da venda de novos planos de voz e dados imposta pela Anatel à Claro, Oi e TIM. De acordo com uma fonte do Estadão na Agência, os planos de investimentos das três empresas para até 2014 foram convincentes e, por isso, a suspensão foi revogada. A Folha traz uma outra teoria — a de que o Dia dos Pais pode ter ajudado.

Os planos de Claro, Oi e TIM preveem um investimento somado de R$ 20 bilhões — R$ 8,2 bi da TIM, R$ 6,3 bi da Claro e R$ 5,5 bi da Oi. Segundo a fonte, após a restauração das vendas o passo seguinte será o de fiscalização, com monitoramento trimestral de todos os estados, município por município e, nos com mais de 300 mil habitantes, antena por antena.

Ainda hoje a Anatel divulgará em seu site os planos de investimentos das três empresas e, até o dia 23, os de Vivo, CTBC e Sercomtel, que não foram punidas, mas das quais se exigiu o mesmo documento.

Segundo reportagem da Folha, o Dia dos Pais pode ter acelerado a tomada da decisão e certamente agilizou a produção dos planos das operadoras, já que a data é uma das três melhores do setor no ano — ao lado do Dia das Mães e do Natal. A suspensão poria em risco um dos principais pico de lucro das operadoras: feriados “de presente”, onde planos cheio de mágicas e ligações gratuitas são vendidos como água. [Estadão, Folha]