Um rapaz de 25 anos que está se mudando para Nova Iorque está disposto a pagar 1.400 dólares num quarto. Porém, não há chance alguma no mundo de ele morar junto com um dono de iPhone ou iPad, então os candidatos a dividir o apartamento não devem ter nada da Apple:



Basicamente ele diz que não quer dividir um apartamento com quem vendeu a alma para Steve Jobs e que não quer saber sobre aquele aplicativo que te avisa quando regar as plantas, muito menos as outras coisas “empolgantes” que os aparelhos da Apple fazem. E ele deixa claro que quer checar isso ao vivo, ou seja, é bom não enganar esse rapaz furioso. Mas, como mostra o item 2, ele possivelmente fica bem dócil depois de algumas horas jogando Starcraft 2.

O jornal New York Observer diz que Vince Thomas – que publicou o anúncio – é um grande fã do Android e está cansado dos “big Mac guys”:

Ele é um típico “big Mac guy”, ele está sempre me inundando com informações sobre quão sexy seu novo iPhone é. Muito papo sobre iPhone. Completamente invasivo. Eu não aguento mais. O estereótipo que você ouve por aí é real: o usuário típico do iPhone fica tão enamorado com seu celular que ficará insistindo em te mostrar as novidades que, sendo muito sincero, existem em outros celulares.

Ouch. Não se preocupe, querido amigo odiador da Apple. Com essa atitude, tenho certeza que nenhum fanboy vai querer dividir um apartamento com você, nunca mesmo. Mas conhecendo o SoHo, você vai demorar um bom tempo para encontrar uma casa que não tenha iPhones ou iPads. Mesmo assim, acredito que existam alguns fandroids por lá também. Já sobre Starcraft e outras atividades relacionadas, eu realmente não sei. [Craiglist via New York Observer]