A jovem física precoce Aisha Mustafa, de 19 anos, acaba de patentear um novo sistema que pode impulsionar espaçonaves para a fronteira final sem usar uma gota de combustível.

Basicamente, o sistema dela utiliza uma das facetas mais estranhas da teoria quântica. Ela postula que o universo entre as galáxias não é um enorme vácuo: na verdade, ele é preenchido com partículas e antipartículas que existem por períodos infinitesimalmente curtos de tempo, até se destruírem.

Aisha acredita que pode usar estas partículas para criar propulsão, resultando em uma espaçonave que precisa de quase nenhum combustível para se manobrar no espaço. Segundo a Fast Company:

Mustafa inventou uma forma de utilizar este efeito quântico através do que é conhecido como efeito Casimir dinâmico. Isto usa uma cavidade de “espelho em movimento”, onde duas placas bastante reflexivas e planas são colocadas de forma bem próxima, e então movidas levemente para interagir com o mar de partículas quânticas. Isto é terrivelmente técnico, mas no fim o resultado é que o uso por Mustafa de placas de silício semelhantes aos encontrados em células fotovoltaicas resulta na aplicação de uma força. Uma força, claro, significa ir para frente ou para trás, inclusive no espaço.

Se você não entendeu, o vídeo abaixo explica da forma mais simples possível.

É incrivelmente fácil continuar um movimento no espaço (devido à inércia), mas até agora dependemos de motores para iniciar o movimento ou alterá-lo. E motores de espaçonaves criam propulsão queimando combustíveis químicos, que são caros e pesados, tornando impossíveis vários tipos de exploração que gostaríamos de fazer. O sistema de Aisha poderia deixar as leis da física fazerem o trabalho pesado, e expandir o alcance dos humanos no universo.

Claro, Aisha precisa trabalhar bastante em criar o motor, e descobrir como obter financiamento para esta avetura ambiciosa. Esperamos que organizações com bolsos grandes a ajudem no processo, porque a ciência disto aqui é notável. [OnIslam.net via Fast Company]

Imagem por Jezper/Shutterstock