Nanotubos de carbono fazem de tudo, hein? Eles já reforçaram outros materiais, resolveram mistérios com a equipe do Scooby-Doo e agora dizem fazer parte da criação do material mais leve do mundo. Bem, duas dessas três coisas são verdade.

O último avanço envolve o mantra “material mais leve”, título que antes também pertencia a um aerogel, mas não um tão leve quanto o criado pela Universidade da Flórida.

Este novo aerogel tem uma densidade de 4mg/cm³ – a água tem densidade de 1g/cm³ (250 vezes maior!) – e pode ser usado em uma variedade imensa de cenários. Ele pode detectar poluentes e toxinas, por exemplo, ou ser integrado em aparelhos eletrônicos para torná-los mais leves e com melhor isolamento térmico.

Ciência!

Para criar o novo, leve e fantástico “Aerogel ultraleve de nanotubos de carbono com paredes múltiplas”, os pesquisadores começaram com um “gel úmido” feito de “NCPM [nanotubos de carbono com paredes múltiplas] bem disperso e sem defeitos” e usaram isso para criar uma estrutura de favo de mel com apenas 100 nanômetros de espessura. O resultado final e o processo transformador são mostrados na imagem acima, e uma explicação além da minha capacidade está disponível no link que segue: [ACS Publications via Engadget]