Depois de Steven Seagal e do irmão do Pablo Escobar lançarem suas próprias criptomoedas, era difícil imaginar que a gama de criadores de novas concorrentes ao bitcoin fosse ficar ainda mais diversa. Mas Akon desafiou isso, e com um nome tão brilhante quanto óbvio: Akoin.

Este fato por si só já é grandioso demais para ser ignorado, mas fica ainda melhor: Akon planeja usar o dinheiro que conseguirá com a Akoin para financiar seu projeto Lightning Africa, uma empreitada que visa promover o uso de energia solar na África. Segundo o The Verge, ele estaria até planejando estabelecer em Senegal uma comunidade chamada Akon Crypto City, em que, como você pode deduzir pelo nome, os membros usariam a Akoin como moeda.

E o Akon sabe o que está fazendo com todo esse plano? Bom, não exatamente, mas ele conta com ajudantes em seu projeto. “Eu venho com os conceitos e deixo os geeks descobrirem (o que fazer)”, afirmou o cantor, durante o festival de publicidade Cannes Lions. E se você achou tudo isso bastante ambicioso, tem mais.

Propaganda não-oficial da moeda Akoin

Segundo o Page Six, Akon afirmou que pretende concorrer à presidência dos Estados Unidos em 2020. Abram o olho, Trump e Kanye West! “Vai ser divertido, vai ser algo que vale ser assistido. Vou cair pra cima do Trump, e o Kanye vai ficar ofendido, porque ele gosta do Trump, e ele virá pra cima de mim. Então, vou atrás do Kanye, e o Trump vai se ofender porque ele gosta do Kanye e, então, vai vir para cima de mim. E o palco do debate será montado de maneira que seja tudo sobre mim. É perfeito, um grande plano”, afirmou o cantor.

Se você deve levar mais a sério os planos da criptomoeda Akoin e da comunidade Akon Crypto City ou os da candidatura à presidência, não sabemos. Mas caso queira saber mais sobre a moeda digital do cantor, que ainda inclui uma plataforma de empréstimos e até busca de profissionais, um site bem completo foi criado para explicar o planejamento.

[The Verge, AV Club, Page Six]

Imagem do topo: Wikimedia Commons