O Windows 10 Mobile foi apresentado ao mundo há mais de um ano, e ainda não chegou oficialmente a dispositivos antigos. A Microsoft nunca ofereceu uma data específica – disse apenas que ele viria “no início de 2016” – então os rumores se encarregaram de preencher esse vazio. Infelizmente, eles erraram sucessivas vezes, e os fãs estão impacientes.

O rumor mais recente dizia que o Windows 10 Mobile começaria a ser distribuído em 29 de fevereiro. Isso era baseado em um comentário da Microsoft México no Facebook.

Ele circulou por sites especializados em Microsoft bastante confiáveis, como Windows Central, Thurrott.com e WinBeta. Mas nenhum desses sites se atentou a algo importante: o comentário da Microsoft foi rapidamente deletado. E a profecia, claro, não se cumpriu.

Este é apenas um exemplo de uma longa lista de rumores que circulam pelo menos desde dezembro. Reunimos abaixo as principais manchetes que tentaram prever o lançamento do Windows 10 Mobile – sem, infelizmente, conseguir.

– 10 de dezembro: Atualização para Windows 10 Mobile virá à Movistar Espanha no “final de janeiro”

– 24 de dezembro: Vodafone Austrália esperando W10M ficar pronto, espera que isso aconteça em “meados de janeiro de 2016”

– 2 de janeiro: Microsoft diz que atualização para Windows 10 Mobile estará disponível em breve

– 6 de janeiro: T-Mobile Alemanha anuncia Windows 10 Mobile para Lumia 535, 635, 640, 640 XL e mais dentro de duas semanas

– 12 de janeiro: Swisscom diz que atualização para Windows 10 Mobile chega em 19 de janeiro

– 13 de janeiro: T-Mobile Polônia começa a distribuir atualização para Windows 10 Mobile para o Lumia 640 (a operadora logo deletou a página de suporte relacionada à atualização)

– 14 de janeiro: Atualização para Windows 10 Mobile começará semana que vem, diz Bouygues Telecom

– 14 de janeiro: T-Mobile Holanda diz que atualização para Windows 10 Mobile começa entre 14 e 21 de janeiro

– 15 de janeiro: Windows 10 Mobile está sendo distribuído agora mesmo ao Lumia 535 na América Latina (foi algo restrito a alguns usuários com ROM independente de operadora)

– 20 de janeiro: Vodafone Australia completa teste do Windows 10 Mobile, aguarda “cronograma de implantação”

– 20 de janeiro: Lançamento do Windows 10 Mobile pode ser atrasado até o “final de fevereiro” (disse a Bouygues Telecom, mesma operadora que “previu” o lançamento em janeiro)

– 22 de janeiro: Microsoft agora planeja liberar Windows 10 Mobile em fevereiro

– 17 de fevereiro: Microsoft México diz que Windows 10 Mobile será distribuído em 29 de fevereiro

Vale notar que, sim, o Windows 10 Mobile já chegou ao mercado em alguns smartphones, como o Lumia 950, 950 XL, 550 e 650, mais dispositivos como o Acer Jade Primo e o Vaio Phone Biz.

Ele também está disponível para quem entrou no programa Windows Insider, o que é bem simples: basta ir em insider.windows.com e seguir as instruções. Na verdade, segundo a AdDuplex, 5,3% dos usuários já estão no Windows 10 Mobile – graças, em boa parte, ao programa Insider. (Um relatório da AdDuplex dizia que esse número era de 10%, porém estava incorreto.)

adduplex-windows-phone-device-statistics-report-for-february-2016-7-1024

Mas a atualização já deveria estar sendo distribuída para todos. O Windows 10 Mobile foi apresentado pela primeira vez em janeiro de 2015! Desde então, tivemos inúmeras builds, mas aparentemente nenhuma boa o bastante para distribuir a todos os usuários.

O que aconteceu? Bem, a Microsoft demitiu 7.800 funcionários ao redor do mundo, principalmente na área de telefonia. Para criar e manter recursos no Windows 10 Mobile, é preciso ter… funcionários.

Mas essa reestruturação não explica todo o problema. Segundo Brad Sams, uma decisão do CEO Satya Nadella acabou prejudicando a qualidade do software da Microsoft:

Uma das decisões-chave que Nadella fez foi mudar a forma como o software é criado dentro da empresa. Antes, havia quase uma proporção um-para-um entre desenvolvedores e pessoas que testavam o código para verificar estabilidade e bugs. Depois, ele implementou um processo mais enxuto para ajudar o código a ser despachado mais rápido.

Após as demissões, que evisceraram uma parcela significativa dos funcionários no grupo de testes, a gestão empurrou a ideia de que os desenvolvedores devem ser plenamente responsáveis por seu próprio código…

De acordo com diversas pessoas familiarizadas com o novo processo, que pediram para não serem identificadas, o novo fluxo de trabalho causou problemas para os desenvolvedores, porque eles não tinham certeza de como equilibrar o tempo dedicado a escrever código e o tempo para testes.

Além disso, depois de terem passado anos escrevendo código sem realizar testes detalhados e prolongados, os métodos de controle de qualidade não tinham os mesmos padrões daqueles que estavam dedicados à tarefa.

E o Windows 10 Mobile não é o único produto da Microsoft com atrasos. As extensões para o navegador Edge ficaram para este ano, assim como a Cortana em português e a próxima grande versão do Windows Server. Na parte de hardware, o Surface Hub foi adiado duas vezes.

Há um ano, ficamos empolgados porque a Microsoft estava virando o jogo. Mas a transição da empresa sob o comando de Nadella está mais atribulada do que esperávamos. Agora é esperar que o Windows 10 Mobile e as outras promessas da empresa realmente cheguem em breve.