Um estudo publicado na revista Pediatrics diz que um garoto de 11 anos sofreu com alergias na pele por usar um iPad de primeira geração – a superfície do tablet continha níquel, metal que causa reações alérgicas em 17% das mulheres e 3% dos homens.

É a primeira vez que o iPad é associado a alergias; mas infelizmente, o níquel está presente em diversos celulares, laptops e até dispositivos vestíveis.



No caso do menino, ele sentia uma coceira na pele que não conseguia ser resolvida por tratamentos padrão. Após testes, os médicos descobriram que ele tinha alergia a níquel, e que a superfície do iPad (comprado em 2010) continha níquel com dimetilglioxima. Ao usar uma capa no tablet, a alergia passou.

A Apple diz em comunicado que alergias como essa “são extremamente raras”, e que usa materiais “que cumprem as mesmas normas rigorosas estabelecidas para joias tanto pelos EUA… como pela Europa”. Essas normas existem pois casos de alergia a níquel são comuns ao usar certas joias e acessórios, que possuem uma amálgama desse metal.

O caso seria perfeito para declarar uma “alergia a iPad”, mas ainda não sabemos quantos iPads contêm níquel, e o uso desse metal é mais difundido do que se imagina.

BlackBerry

De acordo com um estudo de 2012, cerca de um terço de todos os BlackBerries contém níquel, enquanto os iPhones e Androids testados não traziam o metal em sua superfície. Em 2013, outro estudo identificou que celulares simples e BlackBerries contêm níquel na superfície, enquanto iPhones estavam livres do metal.

Este ano, mais outro estudo corrobora isso:

Dos celulares testados, metade dos BlackBerries, 75% dos dumbphones da Samsung e 70% dos dumbphones da Motorola tinham níquel ou cobalto no teclado ou no fone de ouvido. No entanto, iPhones, Nokias e Androids não traziam o metal.

Alergias a níquel podem também ser causadas por laptops, lâminas de barbear e controles de videogame.

A preocupação com alergias agora é maior por causa do boom de dispositivos vestíveis. Um editor do Engadget teve uma forte alergia depois de usar a pulseira Jawbone Up24 por algumas semanas. Este ano, a Fitbit fez recall de todas as pulseiras Force por conterem níquel, após reclamações de muitos usuários.

E os casos de alergia estão aumentando: a dermatologista Sharon Jacob, coautora do estudo do iPad, diz que 25% das crianças nos EUA que passam por teste dermatológico apresentam alergia a níquel, contra 17% há dez anos. Infelizmente, essa pode ser mais uma preocupação na hora de comprar – e usar – gadgets. [Associated Press via CNET]

Foto do BlackBerry por AP Photo/Oliver Lang