Alexei Leonov, a primeira pessoa a andar no espaço, faleceu esta semana.

O cosmonauta estava doente há algum tempo após uma cirurgia e complicações de diabetes, relata a agência de notícias estatal russa RIA Novosti. Ele tinha 85 anos.

Leonov voou na espaçonave tripulada Voskhod 2 com o copiloto Pavel Belyayev em março de 1965; durante essa missão, ele deixou a nave e passou pouco mais de 12 minutos no espaço, tornando-se o primeiro astronauta a fazer isso.

Como relatamos anteriormente, a caminhada espacial era um assunto frustrante. A temperatura do corpo de Leonov aumentou bruscamente e seu traje espacial inflou tanto que ele não conseguia controlá-lo. Ele tentou esvaziá-lo, mas a rápida despressurização quase lhe deu aeroembolismo (formação de bolhas gasosas nos tecidos por rápida diminuição da pressão atmosférica ambiente). Ele precisou voltar para a espaçonave da maneira errada.

A reentrada também não foi tão bem; eles precisaram controlar manualmente a espaçonave, se afastaram do curso e acabaram em uma floresta deserta, cercada por lobos e ursos agressivos. Depois que o resgate chegou, os dois cosmonautas ainda precisaram esquiar para enfim estarem em segurança. Ainda assim, Leonov alcançou algo inédito no mundo, foi a primeira vez que um humano caminhou no espaço sideral.

A corrida espacial continuou, os americanos acabaram repetindo o feito russo e colocando astronautas na Lua em 1969. Leonov não foi mais ao espaço até 1975, quando houve outro importante marco espacial: a missão conjunta Apollo-Soyuz de 1975, a primeira vez que os Estados Unidos e a União Soviética dirigiram uma missão conjunta.

Leonov era o último membro sobrevivente dos dois lançamentos tripulados do Voskhod.