Caso você necessite de mais um motivo para não comprar o HomePod, da Apple, a Amazon anunciou que o suporte ao Apple Music será disponibilizado em dispositivos Echo em 17 de dezembro.

Numa tacada, a Amazon lançou um micro-ondas, um monte de alto-falantes e um caminhão de gadgets

Com a nova adição, os dispositivos Echo se juntam à família de produtos Sonos como as grandes plataformas, fora o HomePod, a oferecer compatibilidade com o serviço de streaming da Apple, o que deve ser uma boa notícia para os 50 milhões de assinantes do Apple Music ao redor do mundo.

Parecido com o que já é possível fazer com serviços como o Spotify, a Amazon diz que donos de aparelhos Echo poderão usar controles de voz para tocar faixas, artistas e álbuns específicos, além das playlists feitas pela Apple e estações de rádio. No entanto, para fazer isso, você precisará ensinar a Alexa a conversar com o Apple Music.

Considerando a briga entre a Amazon e a Apple, a adição do Apple Music pode ser vista como um sinal de paz. E com a Amazon ainda brigando com a Apple como o suporte nativo do YouTube no dispositivo Echo Show, é interessante ver que donos de dispositivos Echo podem ter mais uma possibilidade para transmitir música embora as pessoas continuem esperando pela compatibilidade ao Google Play Music ou o YouTube Music.

De qualquer forma, está claro que o perdedor nisso aqui é o HomePod, que é uma das grandes falhas da Apple na história recente. Antes, as pessoas investiam apenas no ecossistema da Apple em que elas podiam basicamente comprar o caro HomePod (nos EUA, custa US$ 350) e dispositivos como o Sonos One (nos EUA, custa US$ 200). E embora um Amazon Echo não possa ter o mesmo som de um HomePod, mesmo o alto-falante inteligente mais caro da Amazon, o Echo Plus que custa US$ 150, custa menos que a metade de um HomePod.