A Amazon recentemente ameaçou fechar um site oferecendo instrucos sobre como enganar o Kindle e fazê-lo ler outros tipos de arquivos. Isto nem é uma questão de infração de direitos autorais, é uma questão de controle.

A Amazon invocou o Ato de Copyright Digital do Milênio, ou DMCA, que já tem uma década de idade, como prova da injustiça de um hacker russo que descobriu uma maneira de visualizar arquivos não proprietários no Kindle. O interessante é que eles foram atrás de um site que fornecia instruções de como usar o hack em vez de irem atrás do site onde o software está de fato hospedado. O software, kindlepid.py, permite que e-books comprados legalmente de outras lojas sejam reproduzidos numa boa com o Kindle, coisa que assumidamente ferra com o grande plano da Amazon. Mas a Amazon deveria realmente poder processar alguém por ampliar a funcionalidade do aparelho deles? Estamos num dilema. [Mobile Read via CNET]