A Amazon comprou a Comixology, uma das maiores plataformas do mundo em quadrinhos digitais, usada por Marvel, DC e outras editoras. Esta é uma grande aquisição para a Amazon, que revolucionou a forma de consumir livros com o Kindle. Será que isto dará um impulso para o mundo dos quadrinhos também?

A Comixology foi fundada em 2007, e distribui HQs de “75 das maiores editoras e grandes criadores independentes” com seus apps móveis para iOS, Android, Windows 8 e Kindle Fire, assim como no desktop.

Pouco deve mudar para a Comixology: a Amazon mantém relativamente inalteradas as suas aquisições – também pertencem a ela o IMDb, o Goodreads (recomendação de livros), o Alexa (ranking de tráfego na web) e o Audible (livros de áudio), entre outros.

E dado que a Amazon não eliminou o DRM dos livros vendidos através do Kindle, parece improvável que essa proteção seja removida dos quadrinhos vendidos via Comixology. Isso significa que você só pode ler as HQs através do site ou de apps oficiais; quando um deles é removido – caso do Windows Phone – o usuário sai prejudicado.

Eliminar a proteção antipirataria não é impossível. Em julho, a editora Image – conhecida por publicar as HQs de The Walking Deadretirou o DRM de seus quadrinhos. Ou seja, você pode baixar o arquivo em PDF, ePub, CBR ou CBZ e ler em qualquer dispositivo.

Algumas pessoas podem não gostar que a Amazon esteja expandindo ainda mais seu domínio sobre o mundo editorial – especialmente as editoras, pois a empresa é conhecida por seus preços baixos. Mas neste caso, o efeito líquido para os usuários deve ser um pouco positivo, se não neutro: apesar dos avanços que os quadrinhos digitais tiveram nos últimos anos, as HQs em papel ainda continuam fortes na disputa.

Na verdade, a Amazon poderia ajudar a plataforma a crescer usando seu alcance para trazer mais leitores. Por exemplo, que tal HQs de graça para quem comprar um Kindle Fire?

O valor da compra não foi revelado. [Amazon]