Estava fadado a acontecer. A Amazon entra com tudo na disputa dos dispositivos controlados por voz, assim como na dos tablets, e, por fim, um tablet Fire se torna um Echo. Isso acabou de acontecer. O novo tablet Fire HD 10 é também um Echo que dispensa o uso das mãos. Ele é, em sua maioria, um tablet, mas essa parte do Echo é interessante.

Falemos primeiros sobre o elemento tablet. O novo Amazon Fire tem uma tela de 10,1 polegadas 1080p. Ele conta também com um processador quad-core de 1.8 GHz, 2 GB de RAM, e 32 ou 64 GB de armazenamento. Isso é bastante limitado, mas você pode expandir o espaço para até 256 GB graças ao slot de microSD. Ele tem bateria com 10 horas de duração, áudio estéreo dual-speaker Dolby Atmos e, é claro, aquele recém-chegado recurso de mãos livres da Alexa.

O novo Amazon Fire HD 10 não é o melhor tablet que você pode comprar. Por estar confinado ao sistema operacional Fire, da Amazon, e estar geralmente conduzido a comprar os produtos Amazon, os recursos são incrivelmente limitados. Mas, em geral, o tablet é provavelmente bom o bastante para maior parte de suas necessidades, especialmente se elas são ler ou assistir a filmes. Claro, a Apple vai te vender um iPad Pro de 10,5 polegadas por US$ 650 ou mais, se você achar que precisa desenhar belas obras de arte com uma caneta stylus de US$ 100. Mas o Amazon Fire HD é um ótimo negócio, e a Amazon diz que ele é ainda mais resistente que o iPad Pro, “conforme medido em testes de queda” (leia-se: é um tablet bom para crianças).

O mais interessante sobre esse tablet Fire é um novo recurso que lhe permite manter a Alexa ligada o tempo todo. Um rápido toque nas configurações ativa o Alexa Hands Free, transformando o tablet em um dispositivo Echo sempre ligado que lhe possibilita chamar a assistente pessoal a qualquer momento. Você tem controle absoluto sobre o tablet via comando de voz, e, se você pensar criativamente, é quase como ter um Echo Show ainda melhor, em vez de um tablet de poucos recursos.

Essa não é a primeira vez que a Alexa está disponível em um tablet Amazon Fire, mas é a primeira vez que o recurso não precisa do uso das mãos, como o Echo. Em outras palavras, você diz “Alexa”, e o tablet funciona exatamente como um Echo. Você pode ligar suas lâmpadas conectadas, reproduzir filmes do Amazon Prime e até mesmo saber mais sobre a previsão do tempo. E embora pareça que a Alexa está, de repente, em todas as partes, faz muito sentido que a Amazon queira integrar sua assistente virtual bastante popular com o seus tablets baratos bastante populares.

Saberemos exatamente para o que ele é bom mesmo quando estiver disponível, em 11 de outubro, nos Estados Unidos.