Amber Heard convoca Johnny Depp para depor como testemunha hoje; assista

Johnny Depp será chamado como testemunha pela defesa de Amber Heard. Esta é a última semana de audiências do processo envolvendo o ex-casal

Johnny vs Amber

Diário de um Jornalista Bêbado (Imagem: Divulgação/GK Films)

A batalha judicial mais comentada de Hollywood vai ganhar um novo capítulo. Isso porque o ator Johnny Depp deve ser chamado como testemunha pela equipe da atriz Amber Heard. Ele pode ser interrogado ainda nesta segunda-feira (23). As informações foram divulgadas pelo site Law&Crime, que publicou a notícia há mais de uma semana. 

O ator já prestou depoimento há duas semanas, mas vai voltar a depor sob juramento a pedido dos advogados de Heard. Ao todo, serão chamadas pelos advogados da artista três testemunhas para deporem: um especialista em anatomia, um especialista em violência sexual e por fim, o astro de “Piratas do Caribe”.

Ainda, uma fonte ligada à defesa de Depp teria afirmado que o ator aceitou o pedido da defesa de Heard para depor, garantindo que o cronograma previsto se concretize. As alegações finais estão previstas para sexta-feira, próximo dia 27 de Maio.

Você pode assistir à transmissão da audiência de Depp e Heard neste link. Ou no vídeo abaixo.

Entenda o processo

O caso é uma consequência do artigo publicado por Heard em 2018 no jornal The Washington Post, em que afirmou ter sobrevivido a abuso doméstico. Desde então, Depp insiste que nunca abusou de Heard, e que ele, sim, foi vítima de abuso.

Embora Depp não tenha sido citado no artigo, ele alega ter impactado negativamente sua carreira. Com isso, o ator abriu um processo contra sua ex-mulher no valor de U$ 50 milhões. Heard contra processou o ator por U$ 100 milhões, argumentando que Depp a difamou ao chamá-la de mentirosa.

Ao longo de três semanas, uma série de testemunhas — incluindo os dois artistas — revelaram detalhes íntimos do relacionamento. Heard afirmou, entre outras coisas, que seu ex-marido, com quem se casou em 2015, abusou sexualmente dela. Enquanto o protagonista de “Piratas do Caribe” insistiu que nunca cometeu tais atos e que, pelo contrário, foi vítima de abuso verbal e físico por parte dela.

Vale lembrar que menos de dois anos atrás, Depp perdeu um caso de difamação contra o The Sun, um tabloide britânico que o rotulou de “espancador de esposas”. Um juiz da Suprema Corte de Londres decidiu que ele havia agredido Heard repetidamente.

Sair da versão mobile