O Google I/O começou hoje com o Android One: um hardware de referência para fabricantes. Em vez de passar nove meses desenvolvendo um smartphone, fabricantes agora podem adotar a sugestão do Google.

O Android One tem por objetivo custar pouco, mas mantendo a experiência do Google: ele rodará Android padrão e terá atualizações automáticas, assim como a linha Nexus. O aparelho também terá acesso à Play Store, e os apps serão atualizados automaticamente.

android one

Um exemplo desse dispositivo é este smartphone da indiana MicroMax: ele possui tela de 4,5 polegadas, rádio FM e suporte a dual-chip. Ele custa menos de US$ 100.

O Google está trabalhando com as fabricantes Karbonn e Spice para levar mais dispositivos Android One ao mercado.